Segunda-feira, Agosto 8, 2022
Segunda-feira, Agosto 8, 2022

SIGA-NOS:

ABC – Amar, Beber e Comer: A nova experiência para viver na Madeira


A proposta do novo projeto ABC – Amar, Beber e Comer é simples: desafiar chefs habituados a trabalhar com sousvides e abatedores de temperatura a preparar uma refeição 100% portuguesa num simples fogão de campanha ou numa panela de ferro. Lume e pouco mais. Isto tudo na Madeira.

A ideia inicial foi de Fábio Abreu, especialista em experiências culturais. Desafiou Nuno Nobre, consultor gastronómico, para se juntar ao projeto. Juntos, criaram o ABC – Amar, Beber e Comer. Ou será Beber, Comer e Amar? “A ordem é arbitrária. O que interessa é a essência do projeto: o valor da experiência e o savoir faire que será transmitido de uma forma memorável a todos os que optarem por embarcar na viagem”, refere o comunicado da ABC.

Projeto Amar, Beber e Comer

Quem será o chef? Onde irá cozinhar? Será comida de tacho? Ou um menu de degustação? Haverá música? Os sabores serão portugueses ou asiáticos? Ou talvez atlânticos ou mediterrânico? Estas perguntas serão reveladas já no primeiro desafio que se realiza no próximo sábado, dia 15 de aio, às 14 horas algures em São Vicente, na Madeira.

Segundo Nuno Nobre, “todas as edições têm o fator surpresa considerável, porque 72 horas antes é revelada a zona do local onde se realiza o evento e, até à hora da experiência são dadas pistas nos canais digitais do projeto, de modo a que os participantes possam tentar adivinhar o chef, local, menu, vinhos, produtos, entre outras coisas”.

A acompanhar todos os momentos estão os vinhos de João Portugal Ramos, já confirmado, entre outros
produtores. Associados ao projeto estão também outros parceiros como a Vista Alegre. “Tudo isto
em ambientes únicos e cenários que vão ficar para sempre na memória”. As inscrições
são limitadas e devem ser realizadas através do número 961 304 196 ou do email info@wanderlustmadeira.com.

Esta é a primeira, de seis edições já previstas até ao final 2021 na Madeira. Os organizadores pretendem ainda trazer o projeto ABC para o continente.

“As próximas paragens estão pensadas e podem ser tão distintas como almoços de tacho ou vínicos (ou ambos) em quintas e spots lendários, no palco emblemático de espaços culturais, no mar e no prado ou à descoberta da cozinha de memória no crepitar suave da lenha que estala no braseiro”, conclui a nota da ABC.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img