Terça-feira, Dezembro 6, 2022
Terça-feira, Dezembro 6, 2022

SIGA-NOS:

Abertura das fronteiras com o Reino Unido faz crescer faturação no Algarve em 13%

Depois da abertura do corredor aéreo entre o Reino Unido e Portugal, a faturação britânica a nível nacional aumentou 80% entre a segunda e terceira semanas de maio.

Segundo a REDUNIQ, a maior rede nacional de aceitação de pagamentos por cartões nacionais e estrangeiros, divulga os dados mais recentes sobre a evolução dos pagamentos, com especial foco na faturação britânica na região do Algarve após a reabertura das fronteiras com o Reino Unido.

Com a retoma dos voos britânicos para Portugal no dia 17 de maio, o maior acquirer português verificou na semana passada (17 a 23 de maio) um aumento de 80% de faturação proveniente de cartões de pagamentos britânicos em todo o país, comparativamente à semana anterior. Este crescimento refletiu-se, sobretudo, no Algarve, região tradicionalmente turística, onde a faturação total dos negócios do distrito subiu 13% na semana de reabertura das fronteiras face à semana anterior. Destes resultados, 53% deve-se ao aumento de visitantes britânicos.

Em relação ao consumo dos ingleses no distrito de Faro, os gastos dispararam mais de 111% da semana de 10 a 16 de maio para a semana de 17 a 23 de maio, com destaque para o fim de semana de 22 e 23 de maio, período em que a faturação britânica na região algarvia aumentou 231% face ao fim de semana anterior. Ainda assim, segundo os dados recolhidos pela REDUNIQ, este crescimento continua a não ser suficiente para atingir os níveis de faturação pré-pandemia, uma vez que o total da faturação britânica mantém uma quebra que ronda os 55%, comparativamente ao mesmo período em 2019.

Já o total da faturação das atividades turísticas em Faro (onde estão incluídos os hotéis, rent-a-car, agências de viagens e companhias aéreas) tiveram um aumento de 82% na última semana em relação à semana precedente. Numa análise mais detalhada pelo setor da hotelaria, registou-se um crescimento de 57% em Faro, na semana de 17 a 23 de maio, comparando com a semana anterior. Também aqui os valores continuam abaixo dos registados no período homólogo de 2019 em 46%. Já a restauração da região obteve uma subida de 24% de 10 a 16 de maio para 17 a 23 de maio, mantendo ainda uma quebra de 14% face a igual período de 2019.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img