Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023
Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023

SIGA-NOS:

ACI Europe lamenta retorno ‘cientificamente injustificado’ às restrições de viagem

A ACI Europe lamenta as ações de vários Estados da União Europeia que impuseram “unilateralmente requisitos de viagem relacionados à saúde, incluindo testes sistemáticos antes da partida ou na chegada de viajantes da China”.

“Essas ações unilaterais estão em desacordo com toda a experiência e evidências adquiridas nos últimos três anos”, declara a ACI Europe, acrescentando que “a ineficácia das restrições de viagens internacionais na prevenção da propagação da Covid-19 e as suas múltiplas variantes de preocupação (VOCs) foi inequivocamente reconhecida pelo Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”.

Para a ACI Europe, testar viajantes da China e/ou impor outras restrições a viajantes deste país “não se justifica cientificamente nem se baseia no risco, conforme declarado expressamente nos últimos dias pelo ECDC”.

No entanto, a ACI Europe reconhece que os Estados devem “permanecer vigilantes quanto ao status e controle do vírus”, e, como tal, “o foco deve ser aumentar o sequenciamento genómico para poder identificar possíveis novas variantes do covid-19”. Tal abordagem, “conforme solicitado pelo comissário de saúde da UE, Kyriakides numa carta enviada no início desta semana aos Estados-Membros, não requer o teste de viajantes, mas pode ser alcançada através da testagem de águas residuais de aeroportos.

Olivier Jankovec, diretor geral da ACI Europe, afirma: “Estamos, mais uma vez, a mergulhar numa manta de retalhos de restrições de viagens injustificadas e descoordenadas, que não têm base em fatos científicos. Claramente, ainda temos que aprender com as dolorosas lições dos últimos anos. Essas restrições de viagem não funcionam e os arranjos atuais para a coordenação da UE falharam mais uma vez”.

Depois de Itália, Espanha tornou-se o segundo país da União Europeia a impor medidas preventivas aos viajantes provenientes da China, face ao rápido aumento de infeções de covid-19 no país. Os viajantes chineses terão de apresentar um teste negativo ou comprovativo de vacina contra a covid-19 para entrarem no país.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img