Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Aeroporto de Heathrow perde competitividade para “os rivais” e pede revisão das regras de viagens

O número de passageiros no aeroporto de Heathrow em agosto permaneceu 71% abaixo dos valores registados no mesmo mês de pico de verão antes da pandemia.

O hub de Londres justifica estes resultados com “as restrições de viagens em constante mudança, requisitos de testes caros e desnecessários e a falta de uma abordagem comum através das fronteiras que continuam a atrapalhar a recuperação económica do Reino Unido”, lê-se numa nota publicada esta segunda-feira, dia 13, no site do aeroporto.

Heathrow chegou a ser aeroporto mais movimentado da Europa em 2019, posição que perdeu, ocupando agora o 10º lugar, já que os concorrentes Schiphol (Amesterdão), Paris e Frankfurt, estão a recuperar um ritmo muito mais rápido, aponta a nota.

“O sistema de semáforos atual é atípico e está a atrasar as ambições do governo do Reino Unido, dando aos rivais uma vantagem competitiva enquantomperdemos participação de mercado”.

Heathrow apela à simplificação do sistema para fazer com que os níveis de viagens e a atividade económica voltem com segurança aos níveis pré-pandémicos, “caso contrário, o Reino Unido continuará a perder comércio e enfrentar níveis mais baixos de turismo estrangeiro, afetando empregos e desacelerando recuperação económica do Reino Unido”.

“As propostas de Heathrow, apoiadas pelas principais companhias aéreas e pela indústria de viagens e turismo em geral, são para que o governo remova a lista âmbar e crie um sistema seguro, mas simples, de duas camadas – uma lista verde e uma lista vermelha, mantendo a quarentena de hotéis”, refere a .

“Os ministros devem reconhecer o sucesso do programa global de vacinação e passar de uma abordagem baseada no país para uma abordagem baseada no risco, com base no estado de vacinação dos indivíduos”.

Por outro lado, “viajantes totalmente vacinados não devem ser obrigados a fazer um teste, enquanto os não vacinados devem continuar a fazer um teste de pré-partida e chegada usando o teste de fluxo lateral, seguido de um teste de PCR se positivo”.

“À medida que o número de passageiros aumenta, a polícia fronteiriça deve garantir que têm recursos e processos adequados em vigor para garantir que os viajantes recebam uma receção calorosa no Reino Unido. Cenas recentes de passageiros à espera horas para serem processados ​​na fronteira com o Reino Unido são totalmente inaceitáveis”.

O presidente-executivo do Heathrow, John Holland-Kaye, afirma: “O governo tem as ferramentas para proteger a competitividade internacional do Reino Unido, o que impulsionará a recuperação económica e alcançará as ambições britânicas globais. Se os ministros não aproveitarem esta oportunidade para simplificar as regras de viagens, o Reino Unido ficará ainda mais para trás, já que o comércio e os turistas irão cada vez mais contornar o Reino Unido.”

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img