Terça-feira, Maio 21, 2024
Terça-feira, Maio 21, 2024

SIGA-NOS:

Amadeus regista crescimento nas receitas do 1º trimestre em diversos segmentos de negócio

A Amadeus reportou um aumento nas receitas nas suas unidades de negócio de distribuição aérea, tecnologia para companhias aéreas e hospitalidade durante o primeiro trimestre de 2024.

A empresa global de distribuição e tecnologia registou um crescimento de 13% na receita da distribuição aérea, alcançando os €764 milhões, enquanto a receita das soluções de TI para aviação aumentou 17% em comparação com o ano anterior, totalizando €497 milhões.

No segmento de soluções para hospitalidade, a receita aumentou para € 235 milhões, representando um incremento de 13% em relação ao mesmo período de 2023.

A Amadeus destacou alguns marcos deste trimestre, incluindo um acordo com a British Airways para implementar o Amadeus Nevio e uma nova parceria de tecnologia de capacidade de distribuição (NDC) com a Expedia. Garantiu também uma licença de moeda eletrónica na Europa para a sua atividade Outpayce.

“A Amadeus começou o ano com força, registando um crescimento de dois dígitos em todos os nossos segmentos. Também estamos a avançar nas nossas iniciativas estratégicas. A Amadeus implantará sua tecnologia NDC para o Expedia Group, representando um endosso à nossa implantação de NDC em todo o setor, e a British Airways assinou o Amadeus Nevio, um marco no caminho da companhia aérea para o varejo moderno. Com base neste sólido início para 2024, olhamos para o resto do ano com confiança”, afirma Luis Maroto, presidente e CEO.

A empresa também anunciou as aquisições da Vision-Box, especialista em biometria, e da Voxel, especialista em pagamentos, durante o trimestre, e comunicou um custo de transação agregado de 600 000 euros.

Durante uma chamada com analistas, Maroto afirmou que os investimentos da Amadeus em ofertas e pedidos com a sua oferta Nevio criarão um valor incremental, mas enfatizou que isso levará mais do que alguns anos.

“Não vai acontecer nos próximos dois anos. Será uma implementação progressiva. Começaremos a implementar módulos”, acrescenta.

O investimento em investigação e desenvolvimento no trimestre aumentou quase 9% para 295 milhões de euros.

O EBITDA da empresa sediada em Madrid aumentou 14% para 582 milhões de euros, enquanto a receita do grupo aumentou 14% para 1,5 mil milhões de euros no primeiro trimestre. O lucro ajustado aumentou 19% para 325 milhões de euros.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img