Sábado, Abril 20, 2024
Sábado, Abril 20, 2024

SIGA-NOS:

American Express Global GBT fecha acordo para compra da CWT por 526M€

A American Express Global Business Travel (Amex GBT), empresa especializada em viagens corporativas, anunciou um acordo definitivo para adquirir a CWT, fornecedora global de soluções de viagens de negócios e reuniões, por 570 milhões de dólares (aproximadamente 526 milhões de euros). Prevista para ser concluída no segundo semestre de 2024, a transação será financiada através de uma combinação de ações e dinheiro, sujeita a aprovações regulatórias.

De acordo com Patrick Andersen, CEO da CWT, essa aquisição proporcionará mais opções para os clientes, mais oportunidades para os funcionários e mais valor para os acionistas. Ela está alinhada com o plano estratégico de crescimento da Amex GBT e é esperado que gere valor significativo por meio de sinergias e aumento de eficiência.

A fusão unirá duas das maiores empresas de gestão de viagens do mundo. A CWT, com 4.000 clientes, prevê receitas de 850 milhões de dólares em 2024 (cerca de 785 milhões de euros).

Para financiar a compra, a Amex GBT emitirá aproximadamente 71,7 milhões de ações ordinárias a um preço fixo de US$ 6 por ação e utilizará o caixa disponível para pagar a dívida da CWT e cobrir o restante do valor da transação. Após a conclusão, os acionistas da CWT, principalmente fundos de investimento, estarão sujeitos a um período de restrição para as suas ações.

Sobre esta operação, o banqueiro de investimentos Morgann Lesné, um especialista em fusões e aquisições em tecnologia de viagens da Cambon Partners, comenta: “As viagens de negócios são, mais do que qualquer outro mercado, uma questão de volume: para os clientes, para os fornecedores. O tamanho é a única maneira de obter economias de escala e alcançar níveis relevantes de rentabilidade. A aquisição da CWT pela AMEX GBT vai colocar uma pressão crescente sobre empresas como Travelperk e Navan, ambas as quais terão que lutar ainda mais para alcançar o nível de escala que um gigante como AmexGBT-CWT está prestes a se tornar”. “De forma mais geral, o acordo é mais uma prova de que 2024 será o maior ano de fusões e aquisições no espaço da tecnologia de viagens. Uma onda inevitável de consolidação após a COVID precisa acontecer, enquanto ao mesmo tempo as altas taxas de juros têm dificultado a captação de recursos para startups, levando as pessoas a terem que fundir-se ou encerrar operações. Enquanto isso, os números recordes de turismo para 2023 e uma perspectiva muito positiva para 2024 estão a deixar muitos players confiantes de que agora é o momento certo para adquirir concorrentes”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img