Domingo, Junho 23, 2024
Domingo, Junho 23, 2024

SIGA-NOS:

ANAV reage ao apoio da CTP ao Dia do Agente de Viagens, insistindo que a data será escolhida de forma democrática

Continua a polémica em torno do Dia Nacional do Agente de Viagens, depois da Confederação do Turismo de Portugal (CTP) ter formalizado o seu apoio à iniciativa anunciada pela Associação das Agências de Viagens e Turismo (APAVT).

Em comunicado, Associação Nacional de Agências de Viagens (ANA) recorda à CTP “a sua missão pedindo para se concentrar na mesma” e insiste em que o “Dia do Agente de Viagens é de todos e será escolhido de forma democrática”.

A ANAV sublinha que a CTP negou “a adesão da própria ANAV à confederação (na altura ainda debaixo da sua denominação anterior: ASGAVT)” e relembra “que existem duas associações de Agências de Viagens em Portugal e não apenas uma e a isto chama-se democracia”.

A associação diz identificar-se com a missão da CTP, em particular com o seu primeiro ponto: “i. Assegurar a coesão e unidade interna dos agentes económicos do Turismo e pugnar pelo desenvolvimento da actividade económica do Turismo”, e pede “encarecidamente à CTP que continue a nortear-se por esse espírito de missão, garantindo a equidistância obrigatória aos diferentes atores do setor do turismo e não defendendo nenhuma das partes, garantindo dessa forma total independência, isenção, coesão e unidade”.

A ANAV relembra ainda “a CTP e todo o mercado que foi mentora da ideia e teve a iniciativa de criar o Dia do Agente de Viagens, como é público e largamente veiculado pela imprensa, redes sociais e outros meios de comunicação. A ANAV relembra que, até à data, é a única entidade que demonstrou o desejo e interesse de, democraticamente, entregar aos próprios Agentes de Viagens a decisão de escolha para celebrarem o seu “Dia do Agente de Viagens”. Sem imposições prepotentes e em liberdade. Sem escolha prévia de dias. Sem decisão tomada em gabinete fechado. Mas sempre buscando a inclusão de todas as entidades do setor das Agências de Viagens”.

A ANAV reitera que o “Dia do Agente de Viagens” não é seu, até porque ninguém pode deter o que a todos pertence. Mas garante que opor-se-á sempre a todas as manobras de quem queira deter algo que pertence a todos.

A associação finaliza o comunicado desejando que “a CTP continue o bom trabalho que tem vindo a realizar em prol do nosso setor do turismo, nomeadamente com os assuntos de maior relevância nacional, como sejam, por exemplo, os prejuízos do setor relativos ao problema aeroporto de Lisboa e os respetivos impactos para Portugal; se há ou não excesso de turismo no nosso País e cidades; no trabalho realizado na concertação social”.


DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img