Domingo, Agosto 14, 2022
Domingo, Agosto 14, 2022

SIGA-NOS:

APHORT propõe a criação de linha informativa de apoio permanente aos turistas

A APHORT – Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo Associação apela a um apoio mais próximo do Turismo de Portugal e defende que este organismo deve ir para “além das campanhas de sensibilização e ajudar os profissionais de turismo no seu dia-a-dia, contribuindo para um clima de maior esclarecimento e para a agilização de operações no setor”.

Em comunicado de imprensa, a APHORT exige ao Governo “uma maior clareza de pensamento e de discurso, considerando que o anúncio das mais recentes medidas para a hotelaria e restauração veio agudizar o clima de dúvida e confusão instalado no setor”. A associação reitera que o setor continua “disponível para fazer um esforço de adaptação com vista ao cumprimento das medidas de segurança necessárias, mas reconhece que não está a ser fácil acompanhar as vontades do Executivo que, todas as semanas, vem mudar as regras do jogo”.

Com vista a uma comunicação mais eficaz, a APHORT propõe a criação de uma linha informativa de apoio permanente aos turistas, que “lhes permita esclarecer todas as dúvidas e saber, com antecedência e de forma inequívoca, quais os procedimentos a cumprir e os comportamentos a adotar em diferentes contextos”. Esta ferramenta poderá “contribuir não só para um clima de maior esclarecimento, mas também para uma maior agilização das operações levadas a cabo pelos profissionais do setor no decorrer da sua atividade diária”, defende a associação.

Para a APHORT, esta missão deve caber ao Turismo de Portugal que, nesta fase, “além das campanhas de sensibilização, deve procurar estar mais próximo do setor e auscultar as necessidades que surgem no terreno, através da sua rede internacional de delegações e embaixadas”.

Por último, a APHORT chama ainda a atenção do Governo “para a necessidade de se fazer um levantamento dos custos associados a todo o processo, não só para que as empresas envolvidas possam ser apoiadas, mas também para se perceber a viabilidade da aplicação de medidas idênticas a outros setores de atividade”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img