Quarta-feira, Julho 17, 2024
Quarta-feira, Julho 17, 2024

SIGA-NOS:

Áustria suspende confinamento para pessoas vacinadas

-PUB-spot_img

A Áustria suspendeu o confinamento geral para pessoas vacinadas em quase todo o país, neste domingo, dia 12, três semanas depois de reimpor regras estritas para combater uma onda crescente de infeções por covid-19.

As regras, que variam de acordo com a região do país, permitem em grande parte a reabertura de lojas, teatros, museus e outros espaços culturais e de entretenimento.

A partir deste domingo, as pessoas que não forem vacinadas só podem sair de casa para trabalhar, onde devem apresentar teste negativo a cada dois dias, fazer compras essenciais ou fazer exercício.

O chanceler Karl Nehammer, na semana passada, descreveu esta mudança como uma “abertura com cinto de segurança”, dando a cada uma das nove regiões da Áustria a capacidade de suavizar ou reforçar as restrições com base na situação local. Cada região aplica agora as suas próprias restrições.

Apesar do levantamento do confinamento para as pessoas vacinadas, para aceder aos espaços gastronómicos e de lazer é obrigatória a apresentação do certificado de vacinação ou de recuperação da doença, o uso de máscaras em espaços fechados mantém-se obrigatório e há limitações de capacidade para reduzir possíveis contágios.

As autoridades austríacas enfatizam que é necessária uma alta taxa de vacinação para controlar o vírus – 67,7% da população está totalmente vacinada, uma taxa relativamente baixa para a Europa Ocidental. De acordo com o Diário de Notícias, estima-se que na Áustria 1,4 milhões de pessoas com mais de 14 anos ainda não foram vacinadas.

O governo introduziu medidas para aumentar a pressão sobre as pessoas não vacinadas para que tomem a vacina. Entre essas medidas está um mandato de vacinação para todo o país, que entrará em vigor em fevereiro para todos os residentes com mais de 14 anos. Aqueles que não cumprirem serão multados em até 3.600 euros.

Devido a estas medidas, dezenas de milhares de pessoas protestaram em todo o país nas últimas semanas, tanto contra as restrições de confinamento, como contra o novo mandato de vacinação.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img