Quarta-feira, Julho 17, 2024
Quarta-feira, Julho 17, 2024

SIGA-NOS:

Barcelona vai aumentar taxa turística para 4 euros a partir de outubro

-PUB-spot_img

Barcelona, uma das cidades mais visitadas de Espanha, recebe em média 32 milhões de visitantes por ano. A cidade já tomou várias medidas para responder ao excesso de turismo, no entanto, continua a debater-se com o mesmo problema. Em resposta, o conselho municipal votou recentemente a favor do aumento da taxa turística para 4 euros por pessoa a partir de outubro.

Desde 2012, Barcelona acrescentou uma taxa extra à taxa turística regional, e, em 2022, as autoridades municipais anunciaram que a chamada taxa municipal seria aumentada nos dois anos seguintes.

A sobretaxa da cidade pode variar conforme o tipo de alojamento dos visitantes e só é cobrada nos alojamentos turísticos oficiais. Em abril deste ano, a taxa passou de 2,75 euros para 3,25 euros.

Atualmente, os visitantes de Barcelona têm de pagar a taxa turística regional e a taxa municipal. A taxa regional varia consoante o tipo de alojamento em que se está alojado. Para hotéis de quatro estrelas é de 1,70 euros, para alojamentos de aluguer como o Airbnb é de 2,25 euros, e para hotéis de cinco estrelas e de luxo é de 3,50 euros. Os passageiros de cruzeiros que fiquem menos de 12 horas na cidade têm de pagar 3 euros à região, enquanto os turistas que passem mais de 12 horas pagam 2 euros.

A taxa municipal separada, que se aplica a uma estadia máxima de sete noites, tem vindo a aumentar. De momento, está fixada em 3,25 euros por noite para a maioria dos turistas e em 4 euros para os que ficam em apartamentos turísticos ou fazem escala num cruzeiro por menos de 12 horas.

A partir de outubro de 2024, além da taxa turística regional, os visitantes de Barcelona terão de pagar uma taxa turística de 4 euros à cidade, a qual registou um aumento 0,75 euros por noite. Os hóspedes de alojamentos de cinco estrelas pagarão um total de 7,50 euros por noite.

O objetivo da medida é incentivar o turismo de “qualidade”, para cobrir despesas como a limpeza e a segurança, de acordo com o Presidente da Câmara Municipal. As autoridades esperam que o novo imposto mais elevado aumente as receitas de 95 milhões de euros para 115 milhões de euros em 2024.

“Os dados económicos do turismo em 2019 já estão a aumentar, não no número de turistas, mas no montante das receitas do turismo em Barcelona”, disse o vice-presidente da câmara Jaume Collboni.

Jaume Collboni disse que o objetivo foi “conter o número de turistas e aumentar as receitas turísticas porque o nosso modelo já não é o turismo de massas, mas sim o turismo de qualidade, que acrescenta valor à cidade.”

O conselho municipal afirmou que as receitas da taxa seriam usadas para financiar as infraestruturas da cidade, incluindo melhorias nas estradas, serviços de autocarros e escadas rolantes.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img