Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Boom das viagens de luxo vai continuar em 2024, prevê Virtuoso

Os agentes de viagens de luxo estão a assistir a um aumento das reservas, impulsionado pela procura de destinos remotos, viagens de grupo exclusivas e experiências centradas na paixão.

A Virtuoso, a principal rede mundial de consultores de viagens de luxo, anunciou que mais de metade dos seus mais de 20.000 consultores de viagens de luxo estimam que os seus clientes irão investir mais em viagens este ano. No primeiro semestre do ano passado, as vendas globais da Virtuoso aumentaram 69% em comparação com os seus números pré-pandémicos de 2019. As tendências de reserva da Virtuoso para este ano indicam que 2024 está a caminho de se tornar outro ano recorde.

O jornal Skift conversou com os principais operadores do setor e identificou sete tendências emergentes que irão moldar as experiências de viagem de luxo no próximo ano.

1. Viagens em grupo

As viagens em grupo mantêm-se como uma opção significativa para famílias e amigos após a pandemia. As excursões privadas de luxo em grupo continuam a impulsionar o desempenho da Black Tomato, representando 30% das suas reservas em 2023, com a empresa de viagens de luxo britânica a antecipar um aumento contínuo nas reservas para 2024.

A Black Tomato apresentou as suas viagens “See You in the Moment” no final do ano passado, direcionadas para este crescente segmento de viagens que “prioriza a união para partilhar e celebrar momentos especiais”. Estes itinerários foram concebidos para “eliminar o atrito das viagens em grupo”, à medida que os especialistas em viagens da empresa colaboram com cada indivíduo para adaptar uma logística flexível em termos de voos, hotéis e experiências guiadas.

Muitas famílias não desejam ficar restritas a alugueres de férias ou resorts de luxo, e, por isso, algumas empresas de turismo estão a responder com excursões privadas que incluem elementos de experiência, proporcionando uma abordagem mais ampla às viagens em grupo multigeracionais.

No ano passado, a Kensington Tours lançou a sua oferta Beyond Villas, que permite às famílias reservar viagens em grupo privadas, incluindo experiências como assistir a projeções e festas de Hollywood ou ver corridas de automóveis a partir da box da sua equipa favorita.

2. Cruzeiros íntimos em pequenas embarcações

Os alugueres de iates privados emergem como uma categoria de viagens de luxo em crescimento acelerado, especialmente destinada a pequenos grupos de amigos ou famílias. Os consultores de viagens da Virtuoso observam uma procura crescente por estas “viagens luxuosas e menos concorridas”, tanto por parte de cruzeiristas novos como experientes.

As rotas mais procuradas abrangem o rio Danúbio, na Europa, o rio Mekong, na Ásia, e o rio Nilo, no Norte de África, no Egito. A Virtuoso também regista um aumento de interesse em cruzeiros de aventura para o Alasca e a Antártida em 2024.

Recentemente, a Kensington Tours lançou a Kensington Yachts para ajustar a sua oferta às preferências dos clientes que desejam combinar cruzeiros fluviais e oceânicos com experiências em terra.

O serviço especializado de planeamento de itinerários reserva hotéis e villas para os seus hóspedes, além de iates fretados, completos com um guia turístico privado para destinos populares como Costa Rica, Galápagos e o Ártico.

3. Aventuras multigeracionais e guiadas pelas paixões

Os operadores turísticos de luxo têm registado um aumento nos pedidos para transformar as viagens educativas em família em experiências inesquecíveis e orientadas pelas paixões.

Em 2023, a Black Tomato testemunhou um aumento na procura pelo seu produto “Field Trip”, uma vez que “as famílias procuram estabelecer conexões através de paixões partilhadas”. Estas viagens educativas baseiam-se na ideia de que os jovens adultos entusiasmam os pais ao partilhar atividades que adoram, como surfar ou mergulhar.

A Pelorus, um operador turístico de luxo especializado em experiências radicais, destaca que a Geração Alpha (crianças nascidas depois de 2010) desempenha um papel significativo no planeamento deste tipo de viagens. Jovens de 12 anos têm uma contribuição decisiva nas recomendações de atividades, fundamentadas no que aprendem na escola, nas suas pesquisas online ou nos documentários de David Attenborough sobre a natureza, por exemplo.

4. Bem-estar: Menos é mais

A Black Tomato identificou “uma mudança nos abrangentes programas de bem-estar” que procuram transformar o estilo de vida dos viajantes para uma abordagem mais direta, designada como “experiências reducionistas”.

A série Bring it Back da Black Tomato baseia-se no “bem-estar personalizado, alinhando áreas específicas de auto-aperfeiçoamento com destinos e especialistas adequados”.

Trata-se de “viagens mais lentas e concentradas, com o objetivo de uma transformação profunda e duradoura”, afirmou a Black Tomato, notando um aumento em atividades personalizadas, como workshops de respiração, retiros de psilocibina (cogumelo mágico), clínicas de sono e aulas de meditação.

5. Solidão simples

As empresas de viagens estão a procurar oferecer aos seus hóspedes “solidão genuína” para recarregar e reiniciar.

Os campos Blink, da assinatura da Black Tomato, registaram um crescimento de 40% desde 2021. Localizados em alguns dos lugares mais remotos do mundo, como a Costa do Esqueleto da Namíbia, a tendência é impulsionada pelos “efeitos terapêuticos orgânicos da solidão”.

O serviço Get Lost também ganhou popularidade, levando os hóspedes para destinos desconhecidos, incluindo parques nacionais menos conhecidos. Apoiada pelo trabalho da Quiet Parks International, a experiência centra-se na “psicologia por trás da desconexão, da quietude e da descoberta do eu interior”.

A marca de hospitalidade de luxo Singita também testemunhou a evolução do bem-estar para destacar o acesso a espaços vastos e imperturbáveis para “oportunidades significativas de simplesmente desconectar”. A empresa afirmou ter adotado uma abordagem holística ao bem-estar espiritual, físico e mental, “criando santuários serenos integrados em todos os aspetos da estadia do hóspede”.

6. Viagens pela memória

Esta tendência reflete uma ligação à história pessoal, como a genealogia ou memórias passadas. A Black Tomato observa viajantes inspirados a planear viagens baseadas nas jornadas marcantes dos seus familiares ou amigos próximos. As viagens mais lentas e com mais objectivos, reforçadas pela nostalgia e por uma nova perspetiva dos seus entes queridos que os precederam, são também factores de motivação.

“No fundo, ao seguir muitas pistas de memórias, os viajantes estabelecem uma ligação mais profunda com a história da sua família, entre si e com o destino”, afirmou a Black Tomato.

7. Fronteiras inexploradas

Os viajantes de luxo continuam a ser atraídos por experiências de viagem inexploradas e pioneiras, com viajantes experientes a afastarem-se das suas escolhas europeias habituais para destinos mais exóticos e menos explorados. Os consultores de luxo da Virtuoso notam um aumento do interesse em locais que estão a ressurgir, como o Japão e a Islândia.

A Black Tomato foca-se em destinos como a remota Península Mitre, na Argentina, e áreas menos conhecidas no Peru. A empresa lançará este ano uma nova aventura de rafting no Vale Antigo dos Incas, juntamente com experiências em regiões menos exploradas da Patagónia.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img