Domingo, Junho 23, 2024
Domingo, Junho 23, 2024

SIGA-NOS:

Emirates anuncia encomenda de aviões de longo curso no valor de 48 mil milhões de euros

No primeiro dia do Dubai Airshow 2023, a Emirates anunciou uma encomenda de 95 aviões de longo curso adicionais, aumentando a sua lista total de encomendas para 295 aeronaves.

Segundo o comunicado, a companhia aérea comprometeu-se a adquirir mais Boeing 777-9, 777-8 e 787, no valor de 52 mil milhões de dólares (cerca de 48 mil milhões de euros), “para impulsionar os seus planos de crescimento, manter uma frota moderna e eficiente e proporcionar a melhor experiência de voo aos seus passageiros”.

“Desde o primeiro dia, o modelo de negócio da Emirates tem sido operar aviões modernos e eficientes de longo curso, capazes de transportar um grande número de passageiros de forma confortável e segura, em longas distâncias para e através do Dubai. As encomendas de aviões refletem essa estratégia”, afirmou Hamdan bin Mohammed, príncipe herdeiro do Dubai e presidente do Conselho Executivo do Dubai.

Acrescentando que “estes aviões adicionais permitirão à Emirates ligar ainda mais cidades, apoiando a agenda económica do Dubai D33 definida por Mohammed bin Rashid Al Maktoum, para adicionar 400 cidades ao roteiro de comércio externo do Dubai durante a próxima década. No início da década de 2030, esperamos que a frota da Emirates tenha cerca de 350 aviões, ligando o Dubai a ainda mais cidades em todo o mundo”.

Encomenda de Boeing

A Emirates, atualmente a maior operadora mundial de aviões Boeing 777, assinou contratos de encomenda para mais 55 777-9 e 35 777-8, aumentando a lista de encomendas de 777-X da companhia aérea para um total de 205 unidades. Além disso, a companhia também confirmou uma encomenda de 202 motores GE9X para equipar os aviões 777X adicionais encomendados, aumentando a sua encomenda total de motores GE9X para 460 unidades.

Com esta última encomenda, a Emirates será também um dos primeiros clientes da versão de passageiros do 777-8, com as primeiras entregas previstas para 2030.

Por sua vez, Stan Deal, presidente e diretor executivo da Boeing Commercial Airplanes, salientou que esta encomenda é “um voto de confiança na eficiência e versatilidade da família 777X para satisfazer as necessidades da Emirates em termos de viagens globais de longo curso”.

O 777 continua a ser a espinha dorsal das operações da companhia aérea, com capacidade para operações de até 18 horas que permitem à companhia aérea ligar o Dubai sem paragens a cidades em seis continentes. Os novos 777-9 e 777-8 substituirão os aviões 777 que a Emirates está a retirar, e serão uma provisão para os planos de crescimento futuro da companhia aérea.

Por fim, a companhia também atualizou a sua encomenda anterior de 30 Boeing 787-9, aumentando o seu compromisso para um total de 35 Dreamliners, incluindo 15 Boeing 787-10, e 20 Boeing 787-8.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img