Sexta-feira, Junho 14, 2024
Sexta-feira, Junho 14, 2024

SIGA-NOS:

Emirates passa de prejuízo a lucro recorde de 1,2 mil milhões de euros

O Grupo Emirates registou um lucro recorde de 1,2 mil milhões de dólares (valor equivalente em euros) entre abril e setembro, após ter tido um prejuízo de mil milhões de dólares no anterior ano fiscal.

No semestre fiscal terminado em 30 de setembro, as receitas da Emirates foram de cerca de 15,3 mil milhões de dólares, mais do dobro do que no período homólogo (6,7 mil milhões de dólares).

Num comunicado, o presidente executivo do grupo Emirates, xeque Ahmed bin Saeed Al Maktoum, disse esperar que o grupo “regresse ao histórico de lucros no final do ano fiscal”, em março de 2023.

O emirado do Dubai, proprietário da Emirates, deu à companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos um resgate de 4 mil milhões de dólares durante a pandemia, valor que o grupo já começou a devolver.

A Emirates foi forçada a suspender a sua atividade em finais de março de 2020, por ordens do Governo dos Emirados Árabes Unidos, tendo os voos comerciais sido retomados em maio do mesmo ano.

“O desempenho histórico do grupo nos primeiros seis meses de 2022-23 é o resultado de um planeamento antecipado, de uma resposta comercial ágil e dos esforços da nossa talentosa equipa”, afirmou Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum, Presidente e Chefe do Executivo da Emirates Airline Group.

“Em todo o grupo, a recuperação das nossas operações acelerou-se, à medida que mais países facilitavam e levantavam as restrições de viagem. Estávamos prontos e entre os primeiros a servir a forte procura dos clientes graças aos nossos sólidos planos de negócios, ao apoio dos nossos parceiros industriais, e aos nossos investimentos contínuos em pessoas, tecnologia, produtos e serviços”, acrescentou.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img