Quarta-feira, Julho 17, 2024
Quarta-feira, Julho 17, 2024

SIGA-NOS:

ESHTE inova na formação gastronómica com uso de insetos e literatura

-PUB-spot_img

A Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) desafia os seus estudantes a explorar novas fronteiras dentro dos setores em constante evolução, promovendo a criatividade e a autonomia. Em junho, a instituição demonstrou a sua inovação ao integrar insetos na gastronomia e unir culinária com literatura. 

O Mestrado em Inovação em Artes e Ciências Culinárias (MIACC) esteve envolvido em duas iniciativas que destacaram a formação da instituição de ensino na área gastronómica e a versatilidade dos alunos.

A ESHTE participou na 60ª Feira Nacional da Agricultura com um showcooking inserido no Projeto InsectERA, que promove o uso de insetos como uma fonte nutricional saudável e sustentável. A instituição, realizou também uma experiência gastronómica durante a conferencia internacional “Desire, Imagination & Dream”, dedicada à jornalista e escritora britânica Angela Carter. 

Na segunda edição dos Show Cookings InsectERA, sob o tema “Inovar a Gastronomia: farinha de insetos & vinhos Tejo”, a ESHTE apresentou as especialidades culinárias ricas em proteína de insetos como tenebrio molitor e acheta domesticus, desenvolvidas em parceria com a Quinta da Ribeirinha. Entre as propostas da experiência degustativa, organizada pelo Chef professor Nélson Félix e operacionalizada pelo chef Rui Mota e três estudantes do MIACC, estavam a maionese de inseto com flatbread integral, barritas de cereais e insetos com pêssegos grelhados e panquecas de alphitobius fruta sazonal macerada com Vinho do Porto e canelaacheta domesticus caramelizados.

O Chef professor Nélson Félix destacou a importância do projeto e a introdução dos insetos na dieta europeia “O que se procura são alternativas viáveis à carne bovina, por exemplo, uma das que mais impacto ambiental provoca. Mas o caminho será incorporar insetos em alimentos na sua forma processada, em percentagens reduzidas, contribuindo para a mudança de atitude dos consumidores em relação a esses produtos”. 

O Mestrado em Inovação em Artes e Ciências Culinárias participou na conferência “Desire, Imagination & Dream” com uma experiência gastronómica “Imagery Reflecting Experience”, realizada na Casa de Santa Maria em Cascais. A fusão entre a literatura e as artes culinárias foi baseada na leitura e interpretação dos textos de Angela Carter, juntamente com a contextualização cultural representada pelas cerâmicas das Caldas da Rainha. Pratos como Yes. Fine, uma tartelete branca com pastinaca e lima, Somewhat larger than life, um caril verde de caranguejo e All alive Oh! To the pot, leitão com molho de framboesa e carvão de mandioca, foram apresentados como parte de uma performance gastronómica que celebrou a literatura, arte e gastronomia. 

Maria José Pires, coordenadora e investigadora do MIACC, sublinhou que “o Mestrado em Inovação em Artes e Ciências Culinárias é único porque tem uma forte componente prática e porque alia de forma inigualável as artes e as ciências. Nesta experiência, os estudantes não se limitaram a apresentar um jantar, mas sim uma performance gastronómica, uma vez que a culinária também é uma arte”. A professora destacou ainda os textos jornalísticos de Angela Carter, acerca da sua visita em 1977, três anos após a revolução, “Numa altura em que se comemoram os 50 anos do 25 de abril, é curioso recordar os seus textos jornalísticos, porque Angela Carter estaria à espera de alterações significativas, visíveis, e o que escreveu acabou por não abonar muito. Todos os momentos da experiência gastronómica estiveram relacionados com reações dela ou com a realidade dessa altura, designadamente da cultura das cerâmicas nas Caldas da Rainha”. 

A oferta formativa da ESHTE para o 2º clico inclui também os Mestrados em Gestão Hoteleira; Segurança e Qualidade Alimentar na Restauração; Turismo, com três ramos: Gestão Estratégica de Eventos, Gestão Estratégica de Destinos Turísticos, Planeamento e Inovação em Turismo Ativo e de Experiências; e Turismo e Comunicação, em parceria com o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img