Domingo, Agosto 14, 2022
Domingo, Agosto 14, 2022

SIGA-NOS:

Europa prevê aumento considerável de viagens na segunda metade de 2021

A European Travel Commission (ETC) prevê que procura por viagens na Europa aumente consideravelmente na segunda metade de 2021, embora as chegadas internacionais ainda permaneçam 49% abaixo dos níveis pré-pandémicos. Esta é a estimativa do último relatório trimestral “European Tourism Trends & Prospects“, publicado na quinta-fera, dia 8 de julho.

O relatório observa que esta temporada de verão é essencial para o setor do turismo, já que a procura de viagens na Europa permaneceu baixa no início de 2021, com as chegadas de turistas internacionais a cair 83% no primeiro trimestre do ano, em comparação com o mesmo período em 2020. No entanto, a ETC espera que as viagens dentro da Europa aumentem no segundo semestre de 2021, uma vez que a última previsão mostra que as viagens intra-europeias serão responsáveis ​​por 83% das chegadas na Europa em 2021, em comparação com 77% em 2019.

Recuperações mais lentas

Simultaneamente, a procura de viagens de longa distância irá ter uma recuperação mais lenta. Embora as viagens domésticas e intra-europeias devam retornar aos números de 2019 em 2022 e 2023, as viagens de longa distância devem apenas recuperar, na sua totalidade, em 2025.

A ETC revela que o esperado é que o mercado dos EUA contribua de forma mais significativa para o crescimento da procura de viagens em toda a Europa nos próximos anos. Os anúncios de boas-vindas a viajantes americanos vacinados já impulsionaram a compra de viagens transatlânticas para destinos como Islândia, Croácia e Grécia em maio de 2021. De acordo com dados da ForwardKeys, os bilhetes emitidos dos EUA para a Croácia (+ 0,5%) e Islândia (+ 22,7%) ultrapassaram os valores de 2019, enquanto a Grécia está apenas 10,9% atrás.

A China também deverá contribuir de forma considerável para o crescimento do turismo na Europa na próxima década. Apesar de representar uma proporção menor de chegadas à região, a ETC prevê, para a China, uma contribuição com 4,7% do crescimento geral das chegadas a destinos europeus durante o período de 2019-30. No entanto, enquanto que o tráfego doméstico na China continua a mostrar uma notável recuperação para níveis pré-pandémicos, as viagens internacionais chinesas permanecem estagnadas.

“Face ao rápido avanço dos programas de vacinação, que reduzem a pressão sobre os sistemas de saúde nacionais e protegem os mais vulneráveis, a Europa está agora a gerir bem os riscos COVID, tanto para os habitantes locais, como para os nossos tão esperados viajantes. Portanto, acreditamos que uma viagem segura é possível neste verão. A reabertura também é alimentada pelo forte desejo das pessoas em viajar novamente e garantida pela prontidão do nosso setor em proporcionar experiências de viagem seguras e responsáveis. À medida que a Europa se abre, é imperativo que mensagens claras e coerentes sejam comunicadas aos viajantes em potencial.”, realça Luís Araújo, Presidente da ETC.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img