Domingo, Janeiro 29, 2023
Domingo, Janeiro 29, 2023

SIGA-NOS:

Gestão do tráfego aéreo deve reduzir emissões e ser julgado por um regulador independente, defende IATA

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) e as Companhias Aéreas para a Europa (A4E) exortaram os Ministros dos Transportes da UE a concordar com as recomendações para a gestão do tráfego aéreo europeu (ATM) na sua reunião de 5 de dezembro.

Os Ministros dos Transportes da União Europeia reúnem-se esta segunda-feira, dia5, para definir a sua posição sobre ATM para negociações com o Parlamento Europeu. As discussões concentram-se numa proposta de 2020 da Comissão Europeia que exige um regulador totalmente independente para avaliar o desempenho dos vários provedores europeus de serviços de navegação aérea (ANSPs). “Lamentavelmente, os estados membros europeus rejeitaram isso”, declara a IATA. “O Parlamento, de acordo com a proposta da Comissão, pressionou por uma regulamentação mais rígida, mas as companhias aéreas temem um compromisso insatisfatório de última hora que permitirá aos Estados julgar as metas dos seus próprios ANSPs”, defende a associação.

“As equipas na Mundial de Futebol esperam árbitros independentes. A Gestão do Tráfego Aéreo não deve ser diferente. As propostas da Comissão de 2020 deixaram claro que os países não deveriam regular os seus próprios prestadores de serviços de navegação aérea – deveriam submeter o seu desempenho ao julgamento de um órgão independente, estabelecendo metas transparentes e eficientes para ajudar a reduzir emissões e atrasos ”, disse Rafael Schvartzman, vice-presidente regional da IATA para a Europa.

A IATA defende que “os estados membros da UE, temerosos das consequências políticas que possam advir dos poderosos sindicatos de controladores de tráfego aéreo, frustraram continuamente o progresso em direção à segurança, eficiência e melhorias ambientais que seriam geradas pelo Céu Único Europeu”.

“A próxima reunião dos Ministros dos Transportes da UE representa uma oportunidade de pressionar por melhorias significativas. As companhias aéreas da Europa pedem aos ministros que aproveitem a oportunidade e implementem as propostas da Comissão Europeia para alcançar um bom acordo para os Estados membros, as companhias aéreas e o meio ambiente. Não podemos aceitar um compromisso pelo compromisso”, disse Thomas Reynaert, diretor administrativo da Airlines for Europe.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img