Domingo, Agosto 14, 2022
Domingo, Agosto 14, 2022

SIGA-NOS:

Hungria reabre fronteiras e elimina maior parte das restrições ao turismo

O governo húngaro abriu as fronteiras do país a todos os viajantes da União Europeia, após atingir 5,5 milhões de pessoas vacinadas, ao mesmo tempo que eliminou muitas das restrições existentes que afetam o turismo.

Nesse sentido, a obrigatoriedade de uso de máscaras foi abolida em todos os ambientes internos e externos – exceto em instituições de saúde e assistência social -, enquanto hotéis, praias, restaurantes e spas passaram a estar abertos ao público sem a obrigação de possuir certificado de imunidade.

As novas medidas afetam os cidadãos húngaros e todos os visitantes internacionais. O país da já aboliu os controles internos nas fronteiras Schengen desde 23 de junho. Da mesma forma, foi aberto aos titulares do certificado verde digital , disponível para viagens dentro da União Europeia a desde 1 de julho.

Quem chega à Hungria da Eslováquia, Áustria, Eslovênia, Croácia, Sérvia e Romênia por qualquer meio de transporte terrestre pode fazê-lo sem quarentena ou a obrigação de realizar testes adicionais. No entanto, quem entra de avião deve apresentar o certificado de imunidade da UE.

Além deste certificado da UE, a Hungria também celebrou acordos bilaterais com 17 países que permitem a entrada sem restrições epidemiológicas nas suas fronteiras com base no reconhecimento bilateral dos certificados de vacinação. Esses países são a Albânia, Bahrein, Chipre, República Tcheca, Macedônia do Norte, Geórgia, Croácia, Cazaquistão, Marrocos, Moldávia, Mongólia, Montenegro, Sérvia, Eslováquia, Eslovênia, Turquia e Ucrânia.

Com esta nova regulação, todos os turistas nacionais e internacionais podem reservar e permanecer nos estabelecimentos sem quaisquer restrições. Da mesma forma, é permitido desfrutar das esplanadas ou interiores de todos os restaurantes. Os visitantes poderão usar os spas e banhos termais do país, bem como visitar teatros, cinemas e desfrutar de concertos de música clássica popular.

Autoridades de turismo afirmam que a segurança é garantida graças às normas de higiene oficialmente exigidas de todos os locais públicos e prestadores de serviços.

No entanto, os eventos de massas que não oferecem lugares fixos – concertos, festivais, casas noturnas – permanecem acessíveis apenas aos portadores do certificado de imunidade.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img