Segunda-feira, Fevereiro 26, 2024
Segunda-feira, Fevereiro 26, 2024

SIGA-NOS:

Itália lança plataforma digital para gerir nova taxa de acesso a Veneza

Após longas discussões em torno de uma taxa de entrada para aliviar a sobrelotação causada pelos turistas, Veneza revelou os detalhes de uma plataforma digital que irá gerir a “Taxa de Acesso a Veneza” de 5 euros que entra em vigor a 25 de abril.

Na última quinta-feira, foi lançada uma plataforma digital baseada em códigos QR para simplificar a transação entre os turistas e a cidade italiana. Esta plataforma proporcionará um “acesso simplificado”, segundo a Autoridade de Turismo Nacional Italiana, que explicou que um código QR será emitido após o pagamento, estabelecendo assim um sistema eficiente para os viajantes explorarem a cidade.

A partir de 25 de abril até meados de julho, durante 29 datas específicas e no horário compreendido entre as 8:30 e as 16:00, as autoridades venezianas irão aplicar esta taxa aos turistas que visitem locais no centro histórico da cidade.

Esta medida visa fomentar práticas de viagem mais sustentáveis, desencorajando visitas durante os períodos de maior afluência, com o intuito de preservar o quotidiano dos residentes, sem, contudo, restringir a experiência dos visitantes na cidade. A implementação ocorre num momento em que a sustentabilidade já é um tema relevante, com os viajantes mais jovens a conferirem uma maior importância a esta questão ao planear as suas viagens.

Segundo a Associated Press, a taxa não é concebida como um imposto turístico, mas sim como uma iniciativa destinada a monitorizar o fluxo de turistas em dias de tráfego intenso. Esta ideia surgiu na sequência da ameaça de Veneza ser incluída na lista de Património Mundial em perigo da UNESCO, devido ao excesso de turismo.

“O nosso objetivo é tornar a cidade mais habitável”, afirmou o Presidente da Câmara de Veneza, Luigi Brugnaro, em novembro, segundo a AP.

Os turistas que visitam Veneza por apenas um dia podem registar-se no portal da Taxa de Acesso a Veneza para efetuar o pagamento e, posteriormente, obter um código QR que comprova o pagamento. Durante um período de transição, os viajantes também terão a opção de pagar no momento em que forem interpelados pelas autoridades, caso não possuam um código. Estes códigos QR serão específicos para cada data e válidos apenas por um dia.

A isenção do pagamento da taxa será aplicada aos visitantes que pernoitem na cidade, bem como aos voluntários, estudantes, atletas em visita para eventos desportivos e crianças com menos de 14 anos. No entanto, todos os visitantes isentos continuarão a ser obrigados a registar-se no portal.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img