Quarta-feira, Abril 17, 2024
Quarta-feira, Abril 17, 2024

SIGA-NOS:

LATAM voa pela primeira vez com um novo avião de combustível de aviação sustentável

O Grupo LATAM e a Airbus realizaram o primeiro voo de entrega (Ferry Flight) com combustível sustentável para aviação (SAF), entre as cidades de Toulouse (França) e Fortaleza (Brasil). 

O voo, que utilizou uma mistura de combustível com 30% de SAF produzido a partir de óleo de cozinha usado, foi realizado num A320neo, um avião com tecnologia avançada para reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2. Esta aeronave faz parte do projeto de renovação da frota da LATAM que permitirá ao grupo ter mais de 100 aviões da família A320neo em operação até ao final desta década. 

Até o final deste ano, a LATAM espera ter 31 aviões da família A320neo em operação como parte do plano de renovação, com o grupo a atingir uma frota total de 323 aviões até o final de 2023. “Isso permitirá não apenas complementar a frota atual de aviões de nova geração, mas também tornar-se uma das frotas mais modernas e eficientes da América do Sul, melhorando ainda mais a conectividade”. Atualmente, o grupo opera 1.500 voos diários para 147 destinos em 24 países. 

O Sustainable Aviation Fuel (SAF) é um tipo de combustível que provém de matérias-primas alternativas, como resíduos, gorduras e óleos, entre outros, que são processados para produzir um combustível com baixo teor de CO2 durante o seu ciclo de vida. Neste caso, os 30% de SAF utilizados no voo tiveram um fator de redução atribuído de cerca de 80% de CO2 no seu ciclo de vida, em comparação com o combustível convencional. (De acordo com o documento da ICAO “Default Life Cycle Emissions Values for CORSIA Eligible Fuels”). 

“Este voo é um esforço conjunto entre a LATAM e a Airbus e representa um dos nossos avanços mais concretos na agenda do grupo em relação ao uso de SAF. No ano passado, anunciamos o objetivo de alcançar um uso de 5% de SAF até 2030, priorizando a produção na América do Sul, e fizemos isso porque estamos convencidos de que os combustíveis sustentáveis para aviação terão um papel importante na descarbonização da indústria”, afirma o CFO do Grupo LATAM, Ramiro Alfonsín. 

O executivo acrescentou que “atualmente, as quantidades de SAF disponíveis no mundo são muito limitadas, e o acesso a esse tipo de combustível na América do Sul continua sendo um dos principais desafios para a descarbonização do setor. A América do Sul tem um grande potencial para produzir SAF e, assim, dar uma contribuição muito significativa para a ação climática, razão pela qual é importante avançar com uma agenda que envolva diferentes partes interessadas para promover a produção de SAF na nossa região”. 

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img