Terça-feira, Outubro 4, 2022
Terça-feira, Outubro 4, 2022

SIGA-NOS:

Liderança Criativa (E Regenerativa)


Ser um líder, hoje em dia, é quase uma tarefa que requer superpoderes. Mas são bons líderes, com propósito, determinação, resiliência e uma mentalidade positiva de confiança, que o Turismo precisa para enfrentar mais um ano desafiante. Em resumo: Precisamos de Líderes Criativos!

A liderança criativa, na sua essência, é a capacidade de criar e realizar soluções inovadoras face a situações complexas ou em mudança. Ou seja, a realidade do Turismo no momento. Estes líderes têm a capacidade de fazer ligações invulgares e resolver problemas vendo coisas que os outros não veem. Aqui estão os superpoderes que falamos no início… Mas será assim um processo tão complicado? Talvez até não, desde que exista efectivamente uma vontade de ser líder e não apenas gestor.

As incertezas e instabilidade do mercado, a dificuldade em contratação de novos colaboradores, manter a consistência do serviço, elevar a motivação de equipas e principalmente conseguir
resultados positivos no final do mês, colocam uma pressão enorme na liderança. Mas um líder é
humano e por isso o primeiro passo que deve efectivamente tomar é aceitar os seus limites.

Auto-conhecimento

Aceite-se como é. Reconhecendo a sua verdadeira personalidade poderá lidar diariamente com um autocontrole sobre emoções, fragilidades e os seus maiores potenciais. Este controle irá permitir-lhe uma melhor liderança de equipas e consequentemente melhores resultados e melhores performances.

Conheça os seus pontos fortes e potencie os mesmos. Aprenda a aceitar e a lidar com as suas
fragilidades e a potenciar as competências e habilidades onde é mais forte. Peça ajuda para
complementar as suas fraquezas e rodeie-se de pessoas que o completem. Invista em si, pois esse será o melhor investimento que poderá fazer.

Não se isole. Crie uma verdadeira Equipa.

Um Líder não tem apenas seguidores, incute nos outros a vontade de também liderar. E todos
somos líderes, desde que tenhamos a capacidade de influenciar positivamente alguém. Meça a
temperatura das suas equipas e tente perceber qual o seu estado. Desenvolva um sentido de
pertença e uma cultura empresarial de inclusão. Delegue responsabilidades e torne as suas equipas parte das soluções. Envolvimento. Os objectivos da empresa têm de ser partilhados e sentidos por todos. “Accountability” desenvolvendo processos de liderança intermédia, na qual os colaboradores tenham de também ser líderes para alcançarem os resultados. Desenvolva modelos de compensação baseados em resultados alcançados. Invista num salário emocional: nem sempre falamos de dinheiro. Sabendo as necessidades dos seus colaboradores, poderá recompensar, sem ter de investir (horas, flexibilidade de horários, outros serviços,..)

Desenvolva um mindset focado na inovação.

Uma empresa para existir tem de gerar lucro. Embora esse não deva ser o propósito principal da
empresa, o negócio tem de ser rentável. Não se trabalham em utopias. Sustente o seu crescimento baseado em inovação. Analise novos modelos de negócio que consigam aliviar os seus custos fixos: outsourcing, banco de horas, parcerias com escolas,… Seja criativo nas soluções, não siga o obvio.

Ouça o seu cliente. Diversidade. Empatia. Cocriação e colaboração. Esteja atento às mudanças.

Sustentabilidade é o novo digital

Desenvolva uma cultura empresarial e uma mentalidade focada em sustentabilidade e regeneração.

Com uma visão não só para a rentabilidade financeira necessária para o imediato, mas também para a consolidação e continuidade dos negócios a médio e longo prazo. Tome decisões conscientes.

Envolva as comunidades locais e promova uma economia circular em que todos tenham benefícios: fornecedores locais, parcerias locais, inclusão,…. Não tem de fazer tudo sozinho.

Ser líder não significa estar numa posição de chefia. Significa inspirar e provocar mudanças positivas.

Embora os tempos sejam difíceis, precisamos de nos manter optimistas. O Turismo vai voltar. Viajar deixou de ser um luxo, para ser já uma necessidade. Focus no presente, mas com visão para o futuro. Uma visão criativa e regenerativa.

Por Sandra Matos
Fundadora da Please Disturb Tourism Experts
Projecto Cocriativo de Consultoria 360º para Turismo Criativo Regenerativo
Pessoas – Planeta – Proveitos

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img