Quinta-feira, Julho 18, 2024
Quinta-feira, Julho 18, 2024

SIGA-NOS:

Málaga vai ter táxis voadores

-PUB-spot_img

O desenvolvimento da mobilidade aérea urbana nos chamados táxis voadores, veículos eléctricos autónomos de descolagem e aterragem verticais (VTOL), está cada vez mais próximo da realidade. Este transporte será estreado na Costa del Sol, na cidade de Málaga, no sul da Espanha.

A Crisalion Mobility, empresa espanhola especializada na conceção e desenvolvimento de soluções avançadas de mobilidade eléctrica, e a iJet Aviation, empresa centrada na gestão integrada de aeronaves, assinaram um acordo para desenvolver a mobilidade aérea na província de Málaga, numa cerimónia oficial realizada no Museu Aeronáutico da cidade andaluza.

A Crisalion Mobility fechou a pré-venda de 10 aviões da Integrity à iJet, uma transação que representa um compromisso com a inovação e abre caminho para a realidade de um transporte aéreo mais acessível e eficiente na Costa del Sol.

Conheça as primeiras rotas do transporte aéreo:

  • Aeroporto de Málaga
  • Ligação com os complexos hoteleiros da zona: serviço direto para a comodidade dos hóspedes.
  • Puerto Banús, Marbella
  • Destinos do interior como Ronda e zonas limítrofes como Gibraltar
  • Ligação ao Norte de África

A Crisalion está a conceber um avião elétrico de descolagem e aterragem vertical (eVTOL) para o transporte de passageiros em serviços urbanos e interurbanos. Com capacidade para seis pessoas, um piloto e cinco passageiros, o transporte tem um alcance de 130 quilómetros e voa a uma velocidade até 180 km/h, com uma carga útil de mais de 400 quilogramas.

O objetivo do projeto é o desenvolvimento e teste de dois sistemas de propulsão eléctrica de diferentes potências, representativos das necessidades de diferentes famílias de produtos potenciais, segundo a Crisalion.

Os fabricantes de frotas Airbus, Boeing e Embraer, a startup californiana Uber e as empresas especializadas em veículos voadores autónomos de descolagem e aterragem vertical (VTOL), como a Lilium (Alemanha), a EHang (China), a Volocopter (Alemanha) e a AeroMobil (Eslováquia), já têm projetos avançados, sendo que alguns já estão a entrar na fase de testes-piloto.

A Roland Berger, empresa de consultoria estratégica global, prevê que, em 2025, estarão a ser utilizados cerca de 3 000 drones de passageiros.

O projeto envolve a Crisalion Mobility, a ITP Aero, a INGETEAM, a EGILE e a ZELERO, e é subsidiado pelo Centro de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CDTI).

Foram também divulgados planos do transporte aéreo para curtas distâncias dentro de uma área urbana no Dubai e em Paris, sendo este último relacionado com os Jogos Olímpicos de 2024. No entanto, ainda não foram vistos.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img