Terça-feira, Outubro 4, 2022
Terça-feira, Outubro 4, 2022

SIGA-NOS:

Mercado mundial de turismo médico deverá atingir 180 mil milhões de euros até 2025

Um estudo recente da plataforma Consultancy-me, mostrou que o turismo médico mundial deverá crescer para valer mais de 180 mil milhões de euros até 2025. De acordo com o estudo, o aumento pode ser alcançado nos próximos três anos desde que os mercados de cuidados de saúde em desenvolvimento recolham pacientes de países ricos, relata a Schengen Visa Information.

No passado, o termo turismo médico referia-se geralmente a indivíduos que viajavam de países menos desenvolvidos para países altamente desenvolvidos para receber tratamento que não estava disponível no seu país. Contudo, nos últimos anos, o termo ganhou um novo significado, referindo-se agora a pessoas de países desenvolvidos que viajam para países em desenvolvimento, para conseguirem receber tratamentos médicos a preços mais baixos.

De acordo com a Consultancy-me, o mercado do turismo médico foi avaliado em 105 mil milhões de euros em 2019. No entanto, devido à pandemia COVID-19 e às restrições que foram impostas em todo o mundo para travar a sua propagação, o seu valor caiu para 71 mil milhões de euros em 2020.

Em 2021, o mercado do turismo médico foi avaliado em 82 mil milhões de euros, enquanto que, este ano, foi previsto que atingiria o valor de 97 mil milhões de euros.

Quanto a 2023, 2024, e 2025, os dados mostram que o valor do mercado do turismo médico irá aumentar significativamente. Estima-se que em 2023 o mercado do turismo médico será avaliado em 120 mil milhões de euros, com mais de 27 milhões de pessoas a querer viajar para o estrangeiro para tratamento médico.

Em 2024, prevê-se que o mercado do turismo médico esteja avaliado em 148 mil milhões de euros, e 182 mil milhões de euros em 2025.

A mesma fonte observa que embora o turismo de saúde seja muitas vezes dominado pela cirurgia estética, inclui também cada vez mais tratamentos de cuidados críticos. Consultancy-me revelou que no ano passado, os tratamentos neurológicos, cardiovasculares e oncológicos representaram a maior parte do turismo médico.

Embora o número de pacientes que receberam estes tratamentos fosse inferior em comparação com outros, geraram mais receitas devido aos seus custos mais elevados. Em 2021, o custo médio para a neurologia era de 13.559 euros; para os tratamentos cardiovasculares, era de 17.597 euros; e para os tratamentos oncológicos, era de 16.581 euros.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img