Domingo, Agosto 14, 2022
Domingo, Agosto 14, 2022

SIGA-NOS:

Operadores, agências de viagens e companhias aéreas criticam saída de Portugal da lista verde

Operadores turísticos, agências de viagens e dirigentes de companhias aéreas criticaram o Governo britânico por retirar Portugal da “lista verde” de viagens internacionais, receando que o setor do turismo continue sujeito a restrições da pandemia covid-19. 

“Este último anúncio é mais um retrocesso para o nosso setor”, lamentou o diretor da operadora TUI UK, Andrew Flintham, avisando que “vai causar danos incalculáveis à confiança dos clientes”.

O presidente-executivo da transportadora easyJet, Johan Lundgren, considerou “chocante” a decisão de adicionar Portugal à lista amarela e “uma grande desilusão para aqueles que estão atualmente em Portugal e para aqueles que reservaram um encontro com os seus entes queridos, ou uma merecida pausa neste verão”.

“Com taxas [de infeção] portuguesas semelhantes às do Reino Unido, simplesmente não se justifica pela ciência”, acrescentou.

Para o presidente-executivo da Virgin Atlantic, Shai Weiss, o sistema de semáforo criado pelo Governo britânico para classificar os países de acordo com o risco não é claro nem dá confiança aos consumidores e empresas. 

“Ainda não vimos orientações claras e transparentes sobre a metodologia e os dados nos quais o governo está a basear estas decisões. Não devia ser um segredo de Estado”, referiu.

Na sua opinião, “esta abordagem excessivamente cautelosa está a falhar em colher os dividendos do programa de vacinação bem-sucedido do Reino Unido”.

Também a Associação Britânica de Agências de Viagens (ABTA) comentou esta remoção de Portugal da lista. Para Mark Tanzer, CEO da ABTA, “Está claro que a estratégia de saúde interna do governo continua a impedir qualquer retoma significativa das viagens internacionais. Não se pode construir a recuperação de um setor multibilionário enquanto os destinos de férias mais significativos fora da lista verde. O afastamento de Portugal é mais um revés no que já era uma lista verde muito curta e cautelosa”.

Portugal, incluindo os arquipélagos da Madeira e Açores, vai deixar a “lista verde” de viagens internacionais do Governo britânico na terça-feira às 04:00, anunciou o Ministério dos Transportes britânico.

Segundo o Ministério dos Transportes britânico, Portugal passa para a “lista amarela” para “salvaguardar a saúde pública contra variantes preocupantes” e proteger o programa de vacinação britânico.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img