Domingo, Janeiro 29, 2023
Domingo, Janeiro 29, 2023

SIGA-NOS:

Órgãos sociais da Visit Azores apresentam demissão coletiva

Os órgãos sociais da Visit Azores – anteriormente designada por Associação de Turismo dos Açores (ATA) – apresentaram demissão coletiva nesta terça-feira, 10 de janeiro, em conformidade com o disposto nos estatutos da associação.

Em comunicado, a associação Visit Azores explica que, no passado dia 9 de janeiro, a Mesa da Assembleia Geral da Visit Azores convocou duas Assembleias Gerais. A primeira, agendada para o dia 24 de janeiro, terá como ponto único na ordem de trabalhos a readmissão dos associados fundadores da Visit Azores, entre os quais se incluem o Governo Regional dos Açores e a SATA. A segunda Assembleia Geral foi convocada para o dia 24 de fevereiro e os trabalhos incidirão sobre a discussão e aprovação do Relatório e Contas de 2022, discussão e aprovação do Plano de Atividades e Orçamento para 2023, bem como a eleição dos novos órgãos sociais.

Na sequência da apresentação de demissão coletiva por parte dos órgãos sociais da Visit Azores, a direção demissionária assegurou aos associados e à comunidade regional o normal funcionamento da associação até às eleições.

Recorde-se que os atuais órgãos sociais da Visit Azores foram eleitos para o triénio 2019-2022, permanecendo no exercício de funções desde 20 de maio de 2022, altura em que o mandato terminaria.

Associação diz que mandato foi “marcado por um crescimento turístico em todas as frentes”

Durante este período, a Visit Azores desempenhou um papel determinante na promoção e dinamização do turismo no arquipélago. Os últimos dados do INE, relativos a novembro de 2022, apontam para um aumento de 8,3% nas dormidas face a 2019. O número é ainda mais elevado se consideradas apenas as dormidas de hóspedes não residentes (+14,7%). Destaque ainda para o crescimento no número de hóspedes residentes face aos valores do mês homólogo de 2019: 45.640 hóspedes, em comparação com o número pré-pandémico de 42.408 hóspedes.

O ano passado viu o número de ligações aéreas para a Região Autónoma dos Açores triplicar face a 2021, com o acréscimo de seis novas rotas. Às ligações Frankfurt–Ponta Delgada (Lufthansa), Genebra–Ponta Delgada (SWISS) e Madrid–Ponta Delgada (IBERIA), que se mantiveram em operação em 2022, juntaram-se as ligações Londres–Ponta Delgada (British Airways), Londres–Terceira (British Airways), Paris–Ponta Delgada (Transavia), Amsterdão–Ponta Delgada (Transavia), Zurique–Ponta Delgada (Edelweiss) e Nova Iorque–Ponta Delgada (United Airlines).

Em sintonia com o reforço da acessibilidade ao arquipélago para os mercados internacionais, a Visit Azores empenhou-se em fortalecer a promoção externa da região. Neste âmbito, destaca-se o crescimento, de 2019 para 2022, no número de meios de comunicação social internacionais convidados a visitar o arquipélago, incluindo publicações de referência como “Le Figaro”, “The Telegraph”, “The Times” e “Cosmopolitan”, que conheceram os Açores em 2022.

O reforço da promoção do turismo regional passou também por uma maior diversificação de fam trips com operadores turísticos e uma presença mais assertiva em feiras e ações internacionais.

“Fazemos um balanço muito positivo deste mandato, que temos desempenhado com um sentido de missão para com a região e o país na promoção daquilo que é o ADN dos Açores. Propusemo-nos a reequilibrar a tesouraria e reestruturar o funcionamento interno da associação para assegurar que a Visit Azores tinha todas as condições possíveis para o desempenho da sua missão, e aproximamo-nos do fim de mandato com um sentido de dever cumprido”, refere Carlos Morais, presidente da direção da Visit Azores.

“Contribuímos para um posicionamento mais dinâmico dos Açores enquanto destino no mercado internacional e nacional – e os números que obtivemos ao longo do mandato, ainda que com o período pandémico, são sinal de sucesso. A região tem apresentado um crescimento turístico claro, tornando-se uma referência no turismo sustentável e de natureza. Só nos podemos orgulhar destes resultados”, acrescenta Carlos Morais.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img