Segunda-feira, Julho 22, 2024
Segunda-feira, Julho 22, 2024

SIGA-NOS:

Os 13 melhores lounges do mundo. Quais os requisitos para entrar?

-PUB-spot_img

Hoje em dia, os melhores lounges de aeroportos do mundo oferecem comodidades como estúdios de ioga, tratamentos de spa e salas de jantar com menus de chefs reconhecidos mundialmente. Segue-se uma lista com os 13 melhores lounges do mundo e os requisitos necessários para aceder aos mesmos.

Air France La Première Lounge, Paris

A companhia aérea reabriu o seu principal lounge de primeira classe no Charles de Gaulle, em maio, após uma extensa reforma, em que foram adicionadas áreas de relaxamento semiprivadas e instaladas novas peças de arte. Os tratamentos do spa Biologique Recherche, ao momento inativos, serão retomados em breve.

Acesso: É possível pagar para aceder a esta área, caso esteja a partir num voo de longo curso da Air France ou Delta, por 500 euros ou 75.000 milhas de passageiro Flying Blue da companhia aérea, por pessoa.

American Airlines Flagship First Dining

Embora estejam atualmente fechados, a American Airlines oferece lounges exclusivos Flagship First Dining, nos seus hubs em Dallas, Los Angeles, Miami e New York JFK. Uma vez lá dentro, os hóspedes podem pedir menus gourmet, como beterraba assada e salada de burrata, ou filé mignon com crosta de pimenta e espargos embrulhados em presunto.

Acesso: Para entrar no salão Flagship First Dining é exigido que os passageiros viajem na cabine de primeira classe da companhia aérea, em rotas internacionais ou num dos seus voos transcontinentais, num avião de três cabines (económica, executiva e primeira classe).

American Express Centurion Lounges

A American Express tem expandido a sua rede de Lounges Centurion, abrindo portas em novos locais como o JFK de Nova Iorque e Charlotte. Embora os serviços variem de um lounge para outro, os hóspedes podem esperar instalações feitas por artistas locais e menus de jantar requintados criados por chefs regionais. Enquanto que alguns lounges abrigam spas, o aeroporto de JFK tem um bar clandestino.

Acesso: Se tiver um cartão Platinum, Business Platinum ou Centurion (também conhecido como Black) e apresentar um cartão de embarque para o mesmo dia, poderá passar algum tempo nesses lounges. Aqueles com um cartão comercial ou pessoal Delta SkyMiles Reserve também podem entrar ao voar pela Delta.

Cathay Pacific The Pier First Class Lounge, Hong Kong

Este lounge é preenchido por áreas de estar emolduradas por janelas do chão ao teto e por um distinto bar de coquetéis em formato de ferradura. O restaurante serve pratos continentais elegantes, oferecendo também o macarrão picante dan dan, característico da companhia aérea. Há ainda oito quartos e suítes com chuveiro, na parte do The Retreat, bem como um pequeno spa que oferece tratamentos faciais e massagens nos pés.

Acesso: Para entrar, quando o lounge reabrir, precisará de partir na primeira classe da Cathay Pacific ou de outra companhia aérea da Oneworld, ou ter o status de primeira classe Emerald, da Oneworld.

Delta Sky Club, Atlanta

A Delta possui nove Sky Clubs no seu aeroporto de Atlanta Hartsfield-Jackson. Visite o do “Concourse F”, o local com o Sky Deck ao ar livre, onde os hóspedes podem desfrutar de petiscos e bebidas com vista para as pistas. No “Concourse B” existe uma “parede de vinho”, com curadoria de Andrea Robinson, o sommelier master da companhia aérea, bem como uma seleção rotativa de tapas do sul, do aclamado chef Linton Hopkins.

Acesso: Para aceder a qualquer um dos locais precisará de possuir uma associação ao Delta Sky Club ou voar em classe executiva, em rotas internacionais ou transcontinentais, com a Delta ou seus parceiros SkyTeam. Algumas elites do SkyTeam também podem entrar, assim como pessoas com os cartões Amex Platinum ou Delta SkyMiles Reserve, que voem com a companhia aérea no mesmo dia.

Emirates First Class Lounge, Dubai

O Emirates First Class Lounge abrange quase toda a extensão do saguão internacional do aeroporto. Uma vez lá dentro, os hóspedes podem deliciar-se com uma degustação na adega do lounge ou um tratamento no Spa Timeless. Há também uma galeria inteira de lojas duty-free e uma sala de jantar que oferece um extenso buffet, com sushi, doces, e opções à la carte. Existem ainda suítes com chuveiro e quartos semiprivados.

Acesso: Se quiser passar algum tempo neste lounge, precisará de ter o status elite Platinum da Emirates Skywards ou de partir na primeira classe num voo da Emirates.

Lufthansa First Class Terminal, Frankfurt

A Lufthansa não criou apenas uma sala de espera de primeira classe, mas um Terminal inteiro de Primeira Classe, no seu hub em Frankfurt. Os destaques do lounge incluem um salão de charutos, um bar que serve mais de 130 tipos diferentes de uísque e uma sala de jantar com serviço completo.

Acesso: O Terminal de Primeira Classe reabrirá em 1 de setembro e para entrar é necessério que esteja a partir na primeira classe da Lufthansa ou a chegar, também em primeira classe, na Lufthansa. Os pilotos do Hon Circle da Uber-elite também podem entrar.

Qantas First Lounge, Sydney

Neste lounge, os hóspedes podem passar o seu tempo a degustar os pratos sazonais criados pelo famoso chef australiano Neil Perry, ou usufruir do spa para receberem uma massagem ou tratamento facial, realizados com produtos da LaGaia. Existem também várias suítes com duches revestidos de mármore e salas de conferências privadas para reuniões de última hora.

Acesso: Este lounge deve reabrir quando os voos internacionais retomarem. Os passageiros de primeira classe em voos de parceiros Qantas, Emirates ou Oneworld podem entrar, assim como certas elites destas três companhias.

Qatar Airways Al Mourjan Business Lounge, Doha

No ays Al Mourjan Business Lounge há espaço para todos: áreas de estar sossegadas, pequenas salas semiprivadas, duas salas de jantar e uma sala de jogos com máquinas de pinball, pebolim, PlayStation e até mesmo um simulador de corrida de F1.

Acesso: Para entrar, precisa de estar a voar em classe executiva ou na primeira classe da Qatar Airways, ou de um dos seus parceiros Oneworld. Também pode pagar a entrada, caso esteja a voar em classe económica.

Swiss First Class Lounge, Zurique

Aqui, os passageiros com conexões mais longas podem aproveitar as vantagens de dois “quartos de hotel” totalmente equipados, com camas Hästens e casas de banho privadas. Quem estiver apenas de passagem, pode usufruir das suítes, enquanto que os viajantes de negócios podem reservar uma sala de conferências para realizar as suas reuniões.

Acesso: Ao momento, ainda se encontra fechado, mas espera reabrir em breve para os hóspedes que partem ou fazem conexões, em primeira classe, na Swiss ou Lufthansa.

Turkish Airlines Lounge Business, Istambul

Com espaço para 765 pessoas, este lounge possui uma grande variedade de áreas de estar confortáveis, incluindo cabines individuais para quem deseja um espaço tranquilo para descansar ou trabalhar. Há uma sala multimédia com uma parede repleta de ecrãs, um business center equipado com iMacs, e uma área infantil com um pequeno parque infantil.

Acesso: Os passageiros da primeira classe e da classe executiva da Turkish Airlines e de outros voos da Star Alliance, bem como das elites da Star Alliance Gold, devem poder entrar neste lounge.

United Polaris Lounge, Chicago

O United Polaris Lounge, com uma instalação do artista Wolfgang Buttress no teto, que espelha o céu noturno de Chicago, e uma série de áreas de relaxamento, entra nesta lista como um dos melhores lounges do mundo. A vasta área de jantar inclui um buffet e um menu de serviço completo, com pratos como mahi mahi tostadas e frango grelhado com laranja, e coquetéis criativos como o Polaris paloma.

Acesso: Para entrar, é necessário que esteja a voar com a United Polaris ou noutra companhia da Star Alliance (em executiva ou primeira classe).

Virgin Atlantic Clubhouse, Londres

A Virgin Atlantic Clubhouse, em London Heathrow, com um espírito vibrante e divertido, possui um bar de coquetéis de 14 metros e uma sala de jantar com opções à la carte (como o clássico Clubhouse cheeseburger), onde também se pode beber um chá de final de tarde.

Acesso: Para entrar, é preciso estar a voar na Virgin Atlantic Upper Class ou na Delta One.

Notícia do Vou Sair – magazine digital de Turismo

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img