Quarta-feira, Novembro 30, 2022
Quarta-feira, Novembro 30, 2022

SIGA-NOS:

Países Baixos removem as últimas restrições de viagem relacionadas à covid-19

Os Países Baixos levantaram no passado sábado, dia 17, as últimas restrições relacionadas à covid-19 para todos os viajantes, incluindo os que chegam de países não pertencentes à União Europeia.

A decisão foi anunciada pelo governo holandês através de um comunicado divulgado na sexta-feira. “Dada a atual situação epidemiológica nos Países Baixos, o governo sente que a proibição de entrada na União Europeia não é mais proporcional ”, lê-se na declaração.

Salienta também que a remoção das restrições será aplicada a todos os viajantes, incluindo os que chegam de países fora da UE e países do espaço Schengen.

Até agora, os viajantes de países que não fazem parte do Espaço Schengen e da UE eram obrigados a apresentar um certificado de vacinação ou recuperação para poder entrar no território dos Países Baixos.

Além disso, os certificados estavam sujeitos a vários critérios, como a última dose da vacina tomada nos últimos nove meses ou o tipo de vacina estar entre os aprovados pela Agência Europeia de Medicamentos ou pela Organização Mundial da Saúde.

Ao anunciar a remoção das restrições de entrada, as autoridades holandesas também notaram que a Comissão Europeia poderá em breve emitir uma proposta sobre a revisão das regras de entrada da COVID-19 aos Estados-Membros.

“A Comissão Europeia também está planear publicar uma proposta de revisão das regras de entrada na União Europeia no outono de 2022 ”, apontaram as autoridades.

OS Países Baixos estavam entre os três últimos países da UE que mantiveram as restrições de entrada por causa da covid-19, juntamente com Espanha e Luxemburgo. No entanto, agora que o país levantou essas restrições, apenas os dois últimos mantêm suas restrições em vigor.

As autoridades espanholas anunciaram que as restrições de entrada para visitantes de países não pertencentes à UE e não Schengen serão estendidas até 15 de novembro .

A medida significa que os viajantes de países não pertencentes à UE / Schengen com 12 anos ou mais devem apresentar um certificado de vacinação, um teste COVID negativo ou um certificado de recuperação na chegada para poder entrar no país.

Por sua vez, o Luxemburgo permite a entrada apenas para os vacinados contra a covid-19. As restrições de entrada de Luxemburgo permanecerão em vigor pelo menos até o final de setembro, de acordo com um anúncio do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Europeus do país feito em julho deste ano.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img