Quinta-feira, Dezembro 1, 2022
Quinta-feira, Dezembro 1, 2022

SIGA-NOS:

Quando posso viajar para Portugal? Pergunta o jornal britânico The Independent

O jornal britânico The Independent dedicou esta terça-feira, dia 17 de março, um longo texto a explicar quando e como podem os britânicos viajar para Portugal, um dos cinco destinos mais populares entre a população do Reino Unido.

O artigo foi escrito um dia depois do anúncio da remoção de Portugal da ‘lista vermelha’ de países cujos viajantes estão sujeitos a quarentena em hotéis no Reino Unido. Aqueles que viajam de Portugal ainda precisam “de se isolar, mas podem fazê-lo em casa ao invés de pagar £ 1.750 por um pacote de hotel”, recorda o jornal.

O anúncio aumentou as esperanças de que os turistas britânicos possam visitar Portugal neste verão”, pode ler-se. No entanto, para já é preciso aguardar até 17 de maio, data a partir da qual a proibição de viagens pode ser suspensa em Inglaterra, de acordo com o plano do governo de Boris Johnson.

Por outro lado, as fronteiras de Portugal estão fechadas para a maioria dos viajantes britânicos neste momento, lembra o The Independent. No entanto, “o governo português indicou que espera abrir ao turismo ao mesmo tempo que as restrições no Reino Unido vão ver aliviadas”, ou seja, meados de maio”.

O The Independent cita a entrevista da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, à BBC: “Acredito que Portugal vai permitir em breve viajar sem restrições, não só para pessoas vacinadas, mas também para quem está imune ou com teste negativo. Esperamos receber turistas britânicos a partir de 17 de maio. Tudo estará pronto em meados de maio.”

À questão se será necessário apresentar um certificado de vacinação, a publicação volta a citar a resposta de Rita Marques, ou seja, a entrada deve ser permitida “não só para pessoas vacinadas, mas para aquelas que estão imunes ou com resultado negativo”.

Os viajantes vacinados podem ter a entrada permitida sem a necessidade de fazer um teste Covid com antecedência, enquanto os turistas não vacinados provavelmente ainda precisarão apresentar um resultado PCR negativo de um teste feito dentro de 72 horas antes da partida.

E os Açores e a Madeira?

A Região Autónoma da Madeira está a lançar um “corredor verde” para quem chega totalmente vacinado ou se recuperou da Covid-19, escreve o The Independent.

Os turistas que comprovarem a vacinação ou a recuperação da doença já não precisarãode apresentar mais nenhum teste de Covid negativo.

Para serem elegíveis, os turistas devem comprovar o seu estatuto através de um dos dois documentos: comprovativo de recuperação Covid-19 nos últimos 90 dias, validado pelo respetivo país de origem, informando o nome, data de nascimento, número de saúde, tipo e data de o teste e menção explícita de ‘recuperado’; ou o certificado oficial de vacinação, contendo a data das duas doses tomadas e o respectivo período de imunização de acordo com as instruções de cada vacina.

A documentação em inglês deve ser enviada para a aplicação ‘Madeirasafe.com’ antes da chegada.

Sobre os Açores, o jornal dá destaque ao facto das ilhas açorianos terem “apenas 79 casos ativos de Covid-19”. “Cinco por cento de toda a população açoriana foi vacinada no total, e o restante deve estar totalmente vacinado até julho. Se um número suficiente de residentes for vacinado, isso poderá abrir caminho para que as ilhas sejam reabertas aos viajantes, inoculados ou não”.

Que restrições existem agora?

O The Independent relata que Portugal Continental encontra-se em ‘estado de emergência’, estando o país em regime de confinamento nacional.

“As pessoas devem ficar em casa a não ser para comprar comida e outros itens essenciais; vão trabalhar aqueles que não podem trabalhar em casa; podem ir a um hospital, centro de saúde ou clínica odontológica; ir a uma clínica veterinária ou passear com um animal de estimação; desempenhar funções de cuidado ou semelhantes; fazer curtos períodos de exercício ao ar livre (individualmente, não em grupos)”.

O jornal britânico cita ainda João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve: “Estamos muito satisfeitos com a decisão de retirar Portugal da lista vermelha. Conseguimos superar uma segunda vaga do coronavírus e reduzir os níveis de infeção para números dos mais baixos da Europa”.

“O Algarve sempre foi o destino de férias preferido dos turistas britânicos e este anúncio é um sinal de esperança que, no início do verão, poderemos recebê-los de volta”.

“O Algarve oferece tanto como destino de férias e, no ano passado, fomos distinguidos como a melhor praia e melhor destino de golfe do mundo. Mal podemos esperar para receber de volta os visitantes britânicos e partilhar a nossa bela região com eles mais uma vez.”

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img