Segunda-feira, Julho 15, 2024
Segunda-feira, Julho 15, 2024

SIGA-NOS:

Recuperação turística no Brasil: Hotéis estão 27% mais caros e capacidade aérea aumentou 40%

-PUB-spot_img

O Brasil está em plena recuperação turística, revela o mais recente estudo da Mabrian, que analisou a evolução da conectividade aérea internacional para o Brasil, bem como a evolução dos preços dos hotéis nos próximos seis meses.

Em relação à conectividade aérea, o Brasil mostra um crescimento de 40% na entrada de lugares nos próximos meses, em comparação com o ano anterior. Isto representa 1,8 milhões de lugares adicionais. Contudo, estes números estão ainda 18% abaixo dos valores de 2019.

Praticamente todos os mercados internacionais apresentam crescimento face a 2022, com destaque para o mercado dos EUA, com mais de 400.000 lugares adicionais até outubro. No entanto, esta tendência terá de ser acompanhada a partir do final de outubro, após o anúncio do governo brasileiro de uma nova exigência de visto para americanos. De acordo com o estudo, a exigência deste visto “afetará a procura”.

Os destinos brasileiros com melhor evolução em termos de aumento de lugares em relação a 2022 são São Paulo, Rio de Janeiro, e Brasília. É também de salientar a evolução de destinos como Florianópolis, Belo Horizonte, e Manaus, que, em termos relativos, aumentaram os lugares em 364%, 255%, e 83%, respectivamente.

Outro indicador incluído no estudo, que mostra a dinâmica positiva do setor de turismo brasileiro, é o aumento generalizado dos preços dos hotéis. A análise revela que o preço médio de um quarto de hotel no Brasil aumentou em média 27% para uma estadia nos próximos seis meses. Por categoria, os hotéis de 4 estrelas são os que apresentam os maiores aumentos de preços, com uma subida de 29% face a 2022, enquanto os hotéis de 3 e 5 estrelas registaram aumentos de 27% e 26%, respetivamente.

Benjamn Jiménez, representante de Mabrian para as Américas, está na World Travel Market (WTM) Latin America, que se realiza esta semana em Sao Paulo. “O ambiente do evento exemplifica a tendência optimista que a indústria turística brasileira está a viver este ano. Tanto o Ministério como os destinos estão claramente a apostar na inovação, na promoção e gestão dos seus destinos, e a inteligência turística será um pilar fundamental para o desenvolvimento de estratégias baseadas no conhecimento neste contexto”, comentou.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img