Segunda-feira, Março 4, 2024
Segunda-feira, Março 4, 2024

SIGA-NOS:

Reunião da ECTAA em Lamego aborda ação climática e o potencial da IA na indústria de viagens

A Confederação Europeia de Agentes de Viagens e Operadores Turísticos (ECTAA) realizou a sua Reunião Anual em Lamego, no Norte de Portugal, com mais de 50 delegados a representar empresas de viagens de toda a Europa. O evento, que contou com o apoio da APAVT, teve como foco central a discussão de iniciativas pioneiras relacionadas com o Plano de Ação Climática da ECTAA e o papel da Inteligência Artificial (IA) na indústria de viagens.

Uma parte significativa das discussões na reunião concentrou-se no ambicioso Plano de Ação Climática da ECTAA. Após uma avaliação detalhada da pegada de carbono da confederação, a ECTAA tomou a decisão de se comprometer em reduzir e compensar o impacto climático. O objetivo é alinhar-se com o compromisso global de alcançar uma redução de 50% até 2030 e emissões líquidas zero até 2050. A confederação enfatizou o seu compromisso em “liderar pelo exemplo” e contribuir para a sustentabilidade ambiental, reconhecendo a necessidade urgente de conscientização sobre a questão das alterações climáticas e a responsabilidade de enfrentá-la na indústria de viagens. Ao fazê-lo, pretende “antecipar proativamente as futuras exigências dos consumidores” e garantir que a indústria das viagens está preparada para satisfazer essas necessidades de forma sustentável.

Explorar o potencial da IA

Foto: APAVT

Além das preocupações relacionadas com o clima, a ECTAA também dedicou atenção à importância da Inteligência Artificial (IA) na indústria de viagens. Os delegados europeus participaram em discussões com representantes da Microsoft, académicos e outras empresas de viagens para explorar as amplas oportunidades oferecidas pela tecnologia de IA. Foram, ainda, analisados projetos em curso impulsionados pela IA que visam melhorar a eficiência e a experiência do cliente no setor das viagens.

Embora a IA tenha o potencial de automatizar e otimizar processos, a ECTAA enfatizou que esta tecnologia “não substituirá o valor da expertise humana e do serviço personalizado prestado pelos agentes de viagens”. A confederação enfatizou que a IA não é exclusiva das grandes empresas de tecnologia e que até mesmo pequenas empresas de viagens podem adotar tecnologias de IA para melhorar os seus serviços e manter a sua competitividade na indústria.

“A nossa reunião em Lamego reflete o nosso compromisso inabalável em enfrentar as mudanças climáticas e abraçar o futuro da indústria das viagens através da IA. Acreditamos que, ao liderar pelo exemplo na ação climática e explorar o potencial da IA, podemos melhor servir os nossos clientes, a indústria e o nosso planeta”, afirmou Frank Oostdam, Presidente da ECTAA.

Frank Oostdam, Presidente da ECTAA, e Pedro Costa Ferreira, Presidente da APAVT. Foto: APAVT

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img