Sexta-feira, Junho 14, 2024
Sexta-feira, Junho 14, 2024

SIGA-NOS:

Ryanair em Amadeus – Inovação ou Tradição?

Uma das notícias mais recentes, que esteve em grande destaque nas redes sociais, foi o acordo entre a Ryanair e a Amadeus, para a companhia aérea low-cost passar a distribuir o seu conteúdo através o GDS líder de mercado.

Muito se escreveu sobre o assunto, algumas coisas bastante acertadas, e outras nem tanto.

Os voos de lazer estão a abrandar, depois de um verão com volumes bastante interessantes, deixando a nossa indústria a roçar, ou até ultrapassar em alguns casos, os volumes de 2019, nesses meses específicos.

A Ryanair, que não é conhecida por ficar à espera que o futuro aconteça, está já a agir sobre as circunstâncias e a (re)abrir um canal importante de distribuição.

Todos sabemos que tradicionalmente as companhias aéreas low-cost, preferencialmente fazem a distribuição do seu conteúdo via canal direto, leia-se, reservas diretas nos seus websites. Mas é importante recordar que não é a primeira vez que a Ryanair recorre a este canal de distribuição, visto que distribuiu lá o seu conteúdo entre 2014 e 2017. Ou seja, inovação, zero.

Houve inclusivamente quem ligasse esta notícia a NDC, o que não podia estar mais longe da realidade…

Apraz-me, no entanto, referir que isto é uma lufada de ar fresco para os GDSs (mesmo sendo só Amadeus para já), que têm estado em ataque constante nos últimos anos, com os novos agregadores a dizerem que os GDSs estão obsoletos, e as companhias aéreas tradicionais a empurrarem os seus programas de distribuição direta, aka NDC…

Esta movimentação por parte da Ryanair, sim, pasmem-se, foi a Ryanair que abordou a Amadeus, é uma tentativa bastante certeira de obter mais reservas no segmento corporativo, que tradicionalmente é dominado por agências de viagens que centram a sua distribuição nas ferramentas disponibilizadas pelos GDSs. Ou seja, parece que já se torna uma tradição que a Ryanair ocasionalmente estabeleça parcerias com os GDSs para penetrar os mercados por si dominados!

É bastante interessante também, notar que numa altura em que as companhias aéreas tradicionais estão a empurrar os clientes para os seus canais de distribuição direta, com iniciativas como a de retirar certas tarifas do GDS, ou cobrar taxas adicionais a quem reservar via GDS, a Ryanair está a fazer precisamente o contrário, e a devolver ao GDS a importância que sempre teve na distribuição de conteúdo.

Só o tempo dirá quem está certo, se um ou outro, ou até ambos, mas que os tempos são interessantes e cheios de incerteza isso é certo. E aí é que reside a magia dos negócios…arriscar e decidir, ter sucesso ou não, agir ou reagir, liderar ou copiar…nem sempre há um certo e outro errado…

Neste caso, parabéns à Ryanair e Amadeus, e espero que a Travelport se siga na estratégia da Ryanair!

Por João Taborda

Vice President of Travel & Tourism Solutions da Teleperformance Portugal

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img