Sábado, Novembro 26, 2022
Sábado, Novembro 26, 2022

SIGA-NOS:

Tailândia põe fim às restrições: já não é necessário certificado de vacinação ou teste negativo à covid-19

Os viajantes internacionais para a Tailândia não terão de apresentar certificado de vacinação ou teste negativo à covid-19 a partir de 1 de outubro de 2022.

O Centro de Administração de Situação COVID-19 da Tailândia (CCSA) anunciou o fim do Decreto de Emergência COVID-19 nacional. Assim, a partir de 1 de outubro de 2022, o país deixa de classificar a Covid-19 como “uma doença transmissível perigosa” e passa a classificá-la como “uma doença transmissível sob vigilância».

A CCSA também declarou que, a partir de 1 de outubro de 2022, os viajantes internacionais para a Tailândia não precisarão mais de apresentar um certificado de vacinação ou resultado de teste negativo.

O fim do Decreto de Emergência COVID-19, que foi renovado 19 vezes desde 25 de março de 2020, resultará na dissolução automática do CCSA, e todos os regulamentos, anúncios e ordens emitidos pelo Primeiro-Ministro.

Desde a pandemia, a Tailândia reabriu gradualmente ao turismo internacional a partir de julho de 2021 com os programas Phuket Sandbox, Samui Plus e 7+7 Extension, seguido por um cronograma de reabertura de quatro fases, de outubro de 2021 a janeiro de 2022.

O país entrou na fase de reabertura total a partir de 1 de julho de 2022, com a remoção do esquema de registo do Thailand Pass, obrigando os estrangeiros a apresentar apenas um comprovativo de vacinação ou um teste negativo realizado 72 horas da viagem.

Além disso, o país aprovou a extensão do período de permanência para 45 dias (de 30 dias) para turistas de países/territórios com direito à isenção de visto, e para 30 dias (de 15 dias) para os elegíveis para visto na chegada, medida que entra em vigor a 1 de outubro de 2022 e prolonga-se até 31 de março de 2023.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img