Domingo, Agosto 14, 2022
Domingo, Agosto 14, 2022

SIGA-NOS:

W2M apresenta novidades para Portugal: “Estamos a desenvolver um projeto em que o cliente está no centro”

Em 2022, o grupo World2meet, divisão de viagens da Iberostar, espera faturar 80 milhões de euros em Portugal, comparativamente aos 50 milhões faturados em 2019, quando detinha apenas o banco de camas W2M e a DMC. Dois anos depois, a W2M já não é apenas um banco de camas, mas sim um grupo de turismo de estrutura vertical que integra uma companhia aérea (World2fly), operador turístico generalista (Newblue), operador de grandes Viagens (Icárion), rede de agências (com a aquisição em Espanha da Azul Marino) e área de gestão hoteleira. Esta estrutura, montada em apenas dois anos, serviu de mote à apresentação de Gabriel Subías, CEO do grupo, que esteve esta semana em Portugal.

Num encontro com a imprensa na passada quinta-feira, Subías destacou o objetivo do grupo W2M: “Desenvolver um projeto em que o cliente está no centro”. “O que o cliente nos está a pedir é que o tratemos de forma individual e é nisso que estamos a trabalhar, através da digitalização, com um investimento de 14 milhões de euros anuais em investimentos tecnológicos. E, a par disso, temos a sustentabilidade como parte do nosso ADN”.

Tanto o operador generalista Newblue, como a companhia aérea, começaram a operar em Portugal no ano passado. A novidade chegou esta semana com o anúncio do início da operação da Icárion em Portugal sob a liderança de Francisca Ferreira.

Neste encontro, em que participaram elementos da equipa em Portugal e Espanha, incluindo Duarte Correia, representante e managing director do grupo W2M em Portugal, foi apresentada a programação da Newblue para Portugal no verão. Como o TNews já tinha avançado, a companhia aérea World2fly vai voar, este verão, à partida do Porto para Punta Cana e de Lisboa para Orlando, além de Cancun e Varadero.

A operação tem início a 3 de abril, com um voo semanal da companhia World2fly para Cancun, no México, à partida de Lisboa, e prolonga-se até 30 de outubro.

Para Punta Cana, na República Dominicana, a Newblue vai oferecer um voo semanal do Porto (terça-feira), entre 19 de julho e 13 de setembro. De Lisboa, as partidas são às segundas-feiras e têm início a 4 de abril até 31 de outubro.

Para Varadero, Cuba, as partidas de Lisboa são às sextas-feiras, de 4 de junho a 29 de outubro.

Já para Orlando, a partida de Lisboa realiza-se às quintas-feiras de 22 de julho a 2 de Setembro.

Estes voos serão operados pelo Airbus 330-300 da World2fly, com capacidade para 388 passageiros.

A Newblue conta ainda com operação charter para Maiorca e Menorca, destinos das ilhas baleares, com partidas de Lisboa e Porto, e para Saidia, em Marrocos, com partidas do Porto. Estas operações serão realizadas pela companhia Privilege.

Questionado sobre como estão as reservas para a Páscoa, Duarte Correia indica que, “nos últimos dez dias, houve um arrefecimento do mercado e as reservas baixaram ligeiramente, mas estão dentro das expetativas que temos para a Páscoa”. Os destinos mais vendidos Punta Cana, seguido de Cancun. “De todos os destinos os que mais se estão a vender são as Caraíbas, e depois Orlando”. Quanto aos motivos que levaram a incluir Orlando na programação para Lisboa, Subías afirma que: “O mundo tem pouco destinos neste momento, e no ano passado ainda menos. Nos EUA as pessoas sentem-se acolhidas, há segurança, saúde, então acreditamos neste destino, sobretudo para famílias”.

“Basicamente foi aumentar a oferta com um destino diferente, o mercado está sempre com apetência para novos destinos”, acrescenta Duarte Correia.

Já quanto à questão se o grupo tem interesse em comprar agências de viagens em Portugal, como fez em Espanha, Subías respondeu que, de momento, “não”. “É possível que, em Espanha, haja mais alguma aquisição, mas de momento não é prioritário. A compra da Azul Marino era prioritário”.

Por sua vez, Subías não avança com perspetivas de faturação para o operador Icárion, prefere sublinhar que o mais importante é apresentar uma proposta de qualidade: “Queremos fazer as coisas bem e com qualidade. Não sei se vamos faturar 10 milhões de euros. Queremos fazer uma proposta de qualidade, queremos fazer as coisas bem e com qualidade. Se pudermos fazer dez milhões é melhor do que fazer oito milhões, mas queremos fazer com sustentabilidade”. 

Na ocasião, o grupo apresentou também a intenção de criar uma área de gestão hoteleira, algo que pode concretizar-se já este ano, com dois hotéis em Maiorca, sendo o mercado ibérico o alvo do desenvolvimento desta área de negócio.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img