Segunda-feira, Julho 22, 2024
Segunda-feira, Julho 22, 2024

SIGA-NOS:

Açores com mais de 3,6 milhões de dormidas turísticas entre janeiro e novembro de 2023

-PUB-spot_img

Os Açores registaram mais de 3,6 milhões de dormidas em alojamentos turísticos entre janeiro e novembro de 2023, um aumento de 15,8% face ao período homólogo, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo Serviço Regional de Estatística (SREA).

“No período acumulado de janeiro a novembro, o total de dormidas foi de 3.646.832, representando um acréscimo face ao período homólogo de 15,8%”, lê-se no relatório da atividade turística do SREA, relativo a novembro, divulgado esta segunda-feira.

“Relativamente aos hóspedes, o número total foi de 1.141.804, valor superior em 15,6% relativamente ao período homólogo. Neste período, a estada média situou-se nos 3,19 dias”, acrescenta.

Só no mês de novembro, os Açores contabilizaram 167,9 mil dormidas em hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos, pousadas, unidades de alojamento local e unidades de turismo em espaço rural.

A subida face ao mesmo mês em 2022 foi de 6,4%, ficando abaixo da registada no país (7,5%) no mesmo período.

Os turistas residentes no estrangeiro representaram mais de metade (53%) das dormidas registadas nos Açores no mês de novembro, com 89 mil, mais 14,1% do que no período homólogo.

Já o mercado nacional registou uma quebra de 1%, atingindo 78,9 mil dormidas (47% do total).

Entre os mercados externos, os Estados Unidos da América (EUA) destacaram-se como “principal mercado emissor”, com 17 mil dormidas (19,1% do subtotal de dormidas de residentes no estrangeiro) e um crescimento homólogo de 34,7%.

Seguiram-se a Alemanha, com 16,7 mil dormidas (18,8%), que registou uma variação homóloga nula, e o Canadá, com 9,8 mil dormidas (11%) e um crescimento de 55,5%.

O mercado estrangeiro que apresentou a maior subida foi o norueguês (56,4%), enquanto Finlândia (-21,3%), Suécia (-16,2%) e Dinamarca (-12,8%) registaram os maiores decréscimos homólogos.

Segundo o SREA, “a hotelaria concentrou 64,9% da totalidade de dormidas (109 mil), seguindo-se o alojamento local com 32,0% (53,7 mil) e o turismo em espaço rural com 3,1% (5,3 mil)”.

Considerando apenas os dois principais estabelecimentos de alojamento turístico, a hotelaria e o alojamento local, que concentraram 96,9% do total de dormidas no mês de novembro, as ilhas com maiores subidas homólogas foram Graciosa (72%), Flores (18,4%) e Pico (9,1%).

Faial (8,6%), Terceira (6,1%), São Miguel (5,3%) e Santa Maria (2,1%) também verificaram crescimentos.

Apenas as ilhas do Corvo (-28,5%) e de São Jorge (-26,7%) apresentaram uma variação homóloga negativa nas dormidas.

Com 116,4 mil dormidas, a ilha de São Miguel, a maior do arquipélago, concentrou 71,6% do total de dormidas da hotelaria e do alojamento local, no mês de novembro, seguindo-se a Terceira, com 24,4 mil dormidas (15%), o Faial, com 9,4 mil dormidas (5,8%), e o Pico, com 5,7 mil dormidas (3,5%).

No valor acumulado entre janeiro e novembro, verificou-se um crescimento homólogo em todas as ilhas, com destaque para Santa Maria (21,3%), São Miguel (17,8%) e São Jorge (16,6%).

O Corvo foi a ilha que menos cresceu (2,9%), seguindo-se a Terceira (4%) e o Faial (9,2%).

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img