Sexta-feira, Junho 14, 2024
Sexta-feira, Junho 14, 2024

SIGA-NOS:

Aeroporto de Lisboa: “Quem esperou 50 anos, espera seguramente mais um”

O primeiro-ministro afirmou esta terça-feira, 27, não poder assegurar que vai haver um acordo com o líder da oposição, Luís Montenegro, sobre a decisão de um novo aeroporto em Lisboa, mas garantiu que ambos desejam chegar a acordo. “Se tenho a certeza que vai haver acordo sobre a decisão? Não posso responder pelo líder da oposição, mas há uma coisa que tenho a certeza, o facto de ter havido entendimento sobre a metodologia é o primeiro passo decisivo para podermos ter um acordo sobre a solução final e testemunhei sempre da parte do líder da oposição a vontade efetiva de procurar acordo. Ambos desejamos chegar a um acordo, sinto essa vontade”.

António Costa falava na cerimónia de abertura da 6ª edição da cimeira do turismo português, organizada pela Confederação do Turismo de Portugal.

Sobre o prazo de um ano para chegar a acordo, António Costa lembrou que “a lei impõe a avaliação ambiental estratégia e teríamos sempre de a fazer”. Para o primeiro-ministro, “fazê-la sem um acordo sobre a metodologia era começar a envenenar no princípio aquilo que podia ser uma solução de acordo”. Se no final não houver acordo, questionou o próprio António Costa, “é a vida”, concluiu. Nesse caso, “quem tem maioria, tem de usar a maioria, tudo farei para que esta solução seja de acordo, é bom para o país que assim seja, que esta decisão seja tomada de uma vez por todas”, defendeu.

Enquanto não existe uma decisão, o primeiro-ministro garantiu que “vai ser dada autorização à ANA para a realização das obras de adaptação da Portela, que são possíveis fazer desde já, para melhorar as condições de funcionamento”. Costa espera que brevemente seja constituída a comissão técnica [que irá estudar as várias localizações para o aeroporto] e que seja entregue “o mais rapidamente o resultado da avaliação ambiental estratégica”.

“Quem esperou 50 anos, espera seguramente mais um. Se o pudermos fazer com a garantia que, mudando este governo, mudando este líder de oposição, mudando os autarcas, a decisão está tomada, é irreversível e vai ser mesmo executada, é um enorme ganho para o país.”

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img