Domingo, Agosto 14, 2022
Domingo, Agosto 14, 2022

SIGA-NOS:

AHETA regista “negativamente” a perda de importância do turismo na nova Secretaria de Estado

A Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) regista como “negativa” a perda de importância do turismo na nova Secretaria de Estado, que junta o Turismo com as áreas do Comércio e Serviços.

Em comunicado de imprensa, a associação liderada por Hélder Martins, afirma que: “Registámos negativamente, entre a orgânica dos secretários de Estado a perda enorme da importância do turismo, ao passar a ter uma secretaria de estado partilhada com o comércio e serviços”.

No entanto, a associação vê na continuidade de Rita Marques no cargo de secretária de Estado desta nova pasta, uma “réstia de esperança que o setor possa ter uma interlocutora disponível para continuarmos a trabalhar em prol da recuperação do turismo”.

“Ao conhecermos os nomes apontados para as diferentes secretarias de estado constatámos a continuidade da Engª Rita Marques na nova secretaria de estado, com quem tivemos o prazer de trabalhar nos últimos tempos, pelo que essa é a nossa única réstia de esperança que o setor possa ter uma interlocutora disponível, para continuarmos a trabalhar em prol da recuperação de um setor que tão afetado foi, no período de pandemia e que necessita de todas as forças focadas na ultrapassagem de barreiras, que possam provocar constrangimentos às empresas na nossa luta diária, em busca do sucesso”.

Perante a nova orgânica desta secretaria de estado, a AHETA defende que “é importante o reforço do posicionamento da Engª Rita Marques, dentro do governo”.

A nota da AHETA faz referência ainda à saída do ministro da Economia Pedro Siza Vieira: “Registámos a saída do competente ministro Siza Vieira, profundo conhecedor das empresas e do turismo, e que desenvolveu um bom trabalho no governo anterior. Não encontrámos ainda, entre os ministros apresentados, ninguém com profunda sensibilidade para um setor da economia que tanto contribui para o PIB nacional, gerando postos de trabalho, receitas, internacionalização do país e sendo tão importante para o reforço da imagem do país”.

A AHETA sublinha a sua expetativa face ao “desempenho do novo ministro [António Costa Silva], em relação à área do turismo, a exemplo do sucedido com o anterior titular da pasta”.

A associação lamenta ainda “a não existência de nenhum nome do Algarve, em qualquer dos cargos de ministros e secretários de estado, o que revela uma clara perda de influência da nossa região, pese embora o bom desempenho de anteriores membros do governo, oriundos da nossa região. Tal como em muitas outras áreas, poderemos dizer que este é um governo de metade do país”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img