Quarta-feira, Outubro 5, 2022
Quarta-feira, Outubro 5, 2022

SIGA-NOS:

Air Canada adquire 26 aviões Airbus A321neo XLR

A Air Canada vai adicionar à sua frota 26 versões da aeronaves Airbus A321neo de longo alcance (XLR), uma vez que, com o desaparecimento da variante Ómicron, a procura por viagens aumentou.

As transportadoras canadenses estão a assistir a um aumento nas viagens de primavera, já que a covid-19 mostra sinais de declínio, mas os preços crescentes do petróleo devido à guerra Ucrânia estão “a lançar uma sombra antes da movimentada temporada de férias de verão”, afirma a companhia aérea.

A maior transportadora do Canadá disse que a versão de longo alcance do A321neo, que substituirá as aeronaves mais antigas da empresa, deve ser mais eficiente em termos de combustível. A nova versão terá um alcance de cerca de 8.700 quilómetros e poderá voar até 11 horas. Este avião tem alcance suficiente para atender a todos os mercados norte-americanos e transatlânticos.

O A321XLR pode operar sem escalas em qualquer lugar da América do Norte e, dependendo da aprovação da Transport Canada para operações no exterior, também realizar rotas transatlânticas, reforçando os hubs e a rede da transportadora.

A transportadora canadense sublinha que vai alugar 15 aeronaves da Air Lease Corp (AL.N) e cinco da AerCap Holdings (AER.N), com sede em Dublin. Seis aeronaves serão adquiridas da Airbus S.A.S. sob um acordo que inclui direitos de compra para comprar mais 14 aviões entre 2027 e 2030.

As entregas começam no primeiro trimestre de 2024, com a aeronave final a chegar no primeiro trimestre de 2027, disse a Air Canada.

“A Air Canada está comprometida em fortalecer ainda mais a sua posição de liderança de mercado, especialmente através de investimentos em novas tecnologias. A aquisição do Airbus A321XLR de última geração é um elemento importante dessa estratégia e conduzirá as nossas principais prioridades: a experiência do cliente, avançar nas metas ambientais, expandir a rede e aumentar a nossa eficiência geral de custos”, disse Michael Rousseau, presidente e CEO da Air Canada.

Este pedido também mostra que a Air Canada está a emergir fortemente da pandemia e está em posição ideal para crescer, competir e prosperar numa indústria de aviação global reformulada”, conclui.

Os A321XLRs da Air Canada acomodarão 182 passageiros numa configuração de 14 assentos da Classe Signature da Air Canada e 168 assentos de Classe Económica. Neste avião, os clientes poderão desfrutar de entretenimento de última geração no encosto do banco, acesso a Wi-Fi a bordo e um design de cabine espaçoso com generosos compartimentos de armazenamento de bagagem no teto.

Reduções de GEE

O A321XLR será usado tanto para o crescimento incremental da frota da Air Canada, quanto para substituir aeronaves mais antigas e menos eficientes que devem sair da frota. Como resultado, a nova aeronave proporcionará “economias significativas de custos operacionais e benefícios ambientais”, defende a companhia.

A Air Canada projeta que, com este avião, terá até 17% menos consumo de combustível por assento e uma redução projetada de até 23% em relação à geração anterior de aeronaves. Isso reduzirá as emissões de gases de efeito estufa e ajudará a Air Canada a cumprir os seus compromissos ambientais, que incluem a obtenção da neutralidade de carbono líquida até 2050.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img