Quarta-feira, Novembro 30, 2022
Quarta-feira, Novembro 30, 2022

SIGA-NOS:

Antiga marisqueira em Viana do Castelo será hotel temático de 1,7 ME

Um restaurante encerrado há anos junto ao rio Lima em Serreleis, em Viana do Castelo, vai ser transformado em hotel temático, dedicado à filigrana, num investimento de mais de 1,7 milhões de euros.

“O projeto de arquitetura está em fase final de licenciamento. O processo está agora em apreciação de especialidades. Os investidores associados à Quinta da Pacheca [em Lamego, Viseu] têm-me dado todas as garantias de que mal o processo de licenciamento esteja concluído, a obra de refuncionalização avançará, de imediato”, afirmou esta sexta-feira o presidente da Câmara de Viana do Castelo.

Em declarações à agência Lusa, Luís Nobre adiantou que o hotel temático, de quatro estrelas, irá chamar-se Filigrana ‘design’ hotel, num investimento 1.752.000.00 euros, terá 26 quartos, restaurante e uma loja ‘workshop’, dedicado à filigrana, e criará cerca de 20 postos de trabalho.

O antigo restaurante marisqueira, fechado há vários anos, localizado na União de Freguesias de Cardielos e Serreleis, tem 2.440 metros quadrados, sendo que área total do terreno é de 8.136 metros quadrados.

“É mais uma manifestação de confiança dos agentes económicos, nomeadamente no setor de hotelaria. Neste caso é um promotor nacional, com grande sucesso na área da hotelaria, e que nos dá todas as garantias. E o próprio conceito associado ao hotel dão-nos confiança de que vão trabalhar para o território”, afirmou o autarca socialista.

Para Luís Nobre, “é mais uma unidade hoteleira” que se instala “numa rede hoteleira que se quer geradora de dinâmicas e que garante algum sucesso prévio relativamente ao seu funcionamento”.

“É, essencialmente, um hotel que traz a experiência de outros territórios e transporta essa experiência para um conceito, territorializando o seu investimento, a sua pretensão para, dessa forma, também poder potenciar e permitir experiências que hoje fazem toda a diferença”, frisou. Segundo o autarca, “cada vez mais as pessoas procuram experiências e as experiências têm a ver com o território”.

“Têm a ver com a nossa paisagem, com as nossas tradições, com a nossa gastronomia, com o que estes elementos podem, num trabalho de inovação e empreendedorismo, trazer de novo, revelando experiências únicas”, destacou. Para o socialista, “só com inovação é que o concelho de Viana do Castelo continuará num processo de crescimento de turistas que se tem verificado”.

“Há evidências de que são necessárias novas unidades hoteleiras. Em alguns eventos que realizamos sentimos essa necessidade. É importante que essas unidades acrescentem valor ao parque hoteleiro que já existe no concelho”, observou.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img