Domingo, Maio 26, 2024
Domingo, Maio 26, 2024

SIGA-NOS:

Companhias de baixo custo conseguem mais lucro com vendas de serviços auxiliares do que com bilhetes

2020 foi o primeiro ano em que quatro transportadoras aéreas de baixo custo – a AllegiantSpiritVivaAerobus Wizz Air – tiveram mais receita com serviços auxiliares (serviços extra) do que com a venda de bilhetes, destaca um artigo do Skift intitulado “These 4 Airlines Made More From Upsells Than Ticket Sales in 2020”.

A transportadora húngara Wizz Air liderou a indústria gerando 55,9% da sua receita no ano passado a partir de taxas de serviços auxiliares, de acordo com um relatório divulgado na passada terça-feira, dia 14 de setembro, pela IdeaWorksCompany, uma empresa de consultoria de viagens e pela CarTrawler, uma empresa de tecnologia para reservas de aluguer de carros. Uma das novas taxas da WizzAir introduzidas no ano passado foi uma sobretaxa do sistema.

Mas não foram apenas as companhias de baixo custo que beneficiaram do upselling. Foi também revelado que as 75 maiores companhias aéreas do mundo tiveram em média um aumento das receitas dos serviços auxiliares, registando um aumento de peso nas receitas totais de 12,1% em 2010 face a 2019.

As taxas de bagagem subiram, mas o upsell mais alto foi cobrado nas atribuições específicas de assentos.

A Spirit Airlines gerou 55,8% da sua receita, o que equivale a 235 milhões de euros, em taxas auxiliares em 2020.

A Ryanair aumentou as suas receitas auxiliares em cerca de um quinto, para aproximadamente 2,9 mil milhões de euros.

A VivaAerobus, uma companhia aérea mexicana de baixo custo, gerou 349 milhões de euros em receitas auxiliares, 52,6% da sua receita de 2020.

A Allegiant gerou 51,8%, 107 milhões de euros, da sua receita de 2020 em taxas auxiliares.

Outra área de crescimento para as companhias aéreas foram os programas de fidelização. Em 2020, a receita total dos cinco maiores programas de passageiro frequente das companhias aéreas dos EUA aumentou 31,85€ por voo, o que se traduz num aumento de 46,4%.

Como é que isto aconteceu num período de voos reduzidos? Cartões de crédito de companhias aéreas em conjunto com instituições bancárias são a resposta. O consumo aumentou e as companhias aéreas conseguiram obter bons preços para as milhas ou pontos vendidos aos bancos locais emissores de cartões.

As cinco maiores companhias aéreas dos EUA (Alaska, American Airlines, Delta Airlines, Southwest e United) geraram receita de 9,39 mil milhões de euros com seus programas de passageiro frequente em 2020. Aproximadamente 90% desse lucro inesperado veio de programas de cartão de crédito conjuntos entre companhias aéreas e instituições financeiras.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img