Segunda-feira, Maio 27, 2024
Segunda-feira, Maio 27, 2024

SIGA-NOS:

Emissões poluentes do turismo em Portugal abrandam apesar de subida no PIB

As emissões poluentes do setor turístico em Portugal têm vindo a abrandar até 2021 para 10,2%, comparando com 17,8% em 2019, apesar de um crescimento do turismo no país, revelou esta segunda-feira, dia 20, o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).

De acordo com a análise, “as viagens e o turismo em Portugal têm continuado a crescer, ao mesmo tempo que reduzem a sua intensidade de emissões”.

Segundo os dados do WTTC, em 2019, o setor turístico foi responsável por 17,8% do total de emissões de gases com efeito de estufa em Portugal, contribuindo com quase 38 mil milhões de euros e equivalendo quase a um quinto do total da economia portuguesa.

Devido à reduzida atividade no setor durante a pandemia, esta quota de emissões poluentes desceu para 9,8% em 2020 e para 10,2% em 2021.

Mas ainda antes, de acordo com o WTTC, “entre 2010 e 2019, o crescimento económico do setor das viagens e turismo de Portugal dissociou-se das suas emissões de gases com efeito de estufa”, pois durante este período “a contribuição do setor para a economia nacional cresceu em média quase 5% ao ano, enquanto as emissões de gases com efeito de estufa aumentaram 4,1% ao ano”.

Assim, em 2010, por cada euro gerado pelo setor turístico, eram emitidos 0,77 quilos de gases com efeito de estufa, números que comparam com 0,59 quilos de emissões poluentes por cada euro criado pelas viagens e turismo em Portugal em 2021.

“Esta diminuição significativa demonstra claramente o impacto das mudanças implementadas pelo governo e líderes empresariais portugueses para criar um setor mais sustentável”, adianta a organização.

Segundo o WTTC, em causa está também uma maior eficiência energética do setor, sendo que, entre 2010 e 2019, a utilização total de energia do setor aumentou “apenas 3,6% anualmente”.

“Entre 2010 e 2021, a percentagem de energia com baixo teor de carbono no cabaz energético nacional aumentou de 6,6% para 7,5%, enquanto a dependência do setor dos combustíveis fósseis como fonte de energia também diminuiu”, conclui o fórum fundado em 1990 para promover a sensibilização sobre o impacto económico do setor.

Recorde-se que o Turismo de Portugal integra o Conselho Mundial de Viagens e Turismo enquanto destino parceiro desde 2018.

Este estudo agora divulgado abrange, ao todo, 185 países de todas as regiões e é feito em parceria com o Centro Global de Turismo Sustentável com sede na Arábia Saudita.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img