Sábado, Abril 20, 2024
Sábado, Abril 20, 2024

SIGA-NOS:

GuestCentric: Hotéis portugueses atingem 40% das receitas de 2023 no 1º trimestre do ano

O primeiro trimestre de 2024 revela sinais promissores, com o portfólio de 400 hotéis da Guestcentric a registar as receitas de estadias hoteleiras equivalentes a 40% do total de receitas registadas em 2023. “Este início sólido em termos de negócio indica um aumento potencial no total de estadias e receitas entre 5% a 10% até ao final do ano. Confirma-se assim a contínua atratividade de Portugal, enquanto destino turístico de eleição, bem como a resiliência do setor”, destaca a empresa.

A Guestcentric, empresa que fornece soluções de comércio eletrónico para hotéis, apresenta assim uma perspetiva otimista para a hotelaria em Portugal em 2024. Os dados preliminares apontam para um crescimento contínuo e transformativo, e uma evolução no contexto mais amplo da economia portuguesa.

“Os dados que observámos no primeiro trimestre de 2024 indicam não só um crescimento, mas uma mudança transformadora no setor da hotelaria. Hotéis e alojamentos por todo o país estão a evoluir para satisfazer a procura e as preferências – em mutação constante – dos viajantes internacionais. Isto é um sinal claro de que o nosso setor continuará a crescer e a contribuir significativamente para a economia portuguesa em 2024 e além”, afirma o CEO da Guestcentric, Pedro Colaço.

“No entanto, este crescimento será acompanhado por grandes mudanças, às quais as empresas do setor devem impreterivelmente adaptar-se, abraçando estas novas tendências como oportunidade que são. A evolução para uma oferta mais sofisticada e diversificada não é apenas uma resposta à procura do mercado, mas uma oportunidade para elevar toda a experiência turística em Portugal”, acrescenta.

A presença dos visitantes dos Estados Unidos continua a ser relevante para os hotéis portugueses, conforme apontado pela Guestcentric. Esta constatação é sustentada pela crescente popularidade de Portugal como destino turístico, embora não tenham sido fornecidos detalhes sobre números específicos relativos aos visitantes norte-americanos. A chegada de mais marcas hoteleiras dos Estados Unidos é mencionada como um fator que tem contribuído para aprimorar a qualidade dos serviços e a experiência global do turismo no país. “Reforça ainda o papel fulcral do turismo na economia nacional, pois esta tendência atrai competências especializadas e tende a elevar os níveis salariais – reflexo do crescimento do sector e da sua contribuição para a economia portuguesa mais ampla”, conclui a GestCentric.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img