Quinta-feira, Maio 23, 2024
Quinta-feira, Maio 23, 2024

SIGA-NOS:

Holiday Inn Porto – Gaia: 18 anos de “bons resultados e excelentes métricas de qualidade e serviço”

O Holiday Inn Porto – Gaia celebra 18 anos este mês. Joaquim Fernandes, diretor do hotel, afirma em declarações ao TNews que a unidade hoteleira manteve sempre o seu posicionamento, ao longo destes 18 anos de atividade, e “diferenciou-se sempre pela sua qualidade de serviço”. O diretor defende que o Holiday Inn Porto – Gaia alcançou sempre “bons resultados e excelentes métricas de qualidade e serviço, o que o torna muito bem cotado a nível da IHG.”

Os momentos que mais se destacam nestes 18 anos são, de acordo com Joaquim Fernandes, a passagem para a marca Holiday Inn; os prémios recebidos pela excelência de serviço e de qualidade; e o reconhecimento por parte dos clientes do hotel, “que nos acompanham nestes 18 anos”.

Nestes 18 anos de atividade, o hotel manteve sempre um posicionamento dentro da gama média/alta e teve um “crescimento sustentável”, acompanhando a evolução do destino e da procura. Os principais mercados alvo do hotel, segundo o diretor, são os segmentos corporate, desporto e tripulações. Porém, Joaquim Fernandes realçou que “com a capacidade que o hotel dispõe, procuramos sempre outros nichos de mercado”.

O diretor do Holiday Inn Porto – Gaia destaca, ainda, que o hotel mantém desde a sua abertura grande parte dos colaboradores, “o que demonstra a nossa preocupação não só com os clientes externos como com os clientes internos”.

Joaquim Fernandes destacou a versatilidade do hotel. “Tem vários pontos de venda, como é o caso das 16 salas de reunião, grande parte delas com luz natural; o restaurante Friends Kitchen, que trabalha muito com clientes não hospedados no hotel; a qualidade do nosso bar e do nosso spa, que proporciona aos nossos clientes momentos de relaxamento e bem-estar”. O piso 22 do hotel oferece uma vista privilegiada da cidade do Porto, reforçou.

Operação de 2022

O principal desafio da operação este ano é alcançar os resultados de 2019, que foi um ano de referência para o setor, e “continuar com a nossa qualidade de serviço e de atendimento ao cliente”. Porém, o diretor da unidade salienta que para atingir estes objetivos é necessária mão-de-obra na hotelaria.

Atingir os resultados de 2019 só deverá ser possível em 2023 e só ” se tudo correr da melhor forma é que poderemos pensar que será o ano da retoma total”. Joaquim Fernandes justifica este atraso na retoma com a instabilidade derivada da pandemia, “os números estão bastante altos e não sabemos se serão tomadas medidas que façam retrair o mercado” e, também, com a guerra na Ucrânia.

Nos últimos anos, o diretor tem apostado na remodelação de algumas áreas do hotel. Este ano haverá uma intervenção na piscina interior. “Estamos sempre atentos no que diz respeito a melhorar as nossas instalações e assim o faremos de acordo com a evolução das receitas do hotel.”

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img