Sexta-feira, Julho 1, 2022
Sexta-feira, Julho 1, 2022

SIGA-NOS:

Hotéis Dom Pedro, Windsor Hoteis e TAP reforçam ligação entre Brasil e Portugal

É conhecida a forte ligação e notoriedade da cadeia Dom Pedro Hotels no mercado brasileiro. Prova disso é que, desde há dez anos, que os turistas brasileiros são o mercado número no hotel Dom Pedro Lisboa. Tendo em conta esta ligação, o grupo hoteleiro português continua a associar-se a eventos que promovam o Brasil em Portugal e vice versa. É o que está a acontecer esta semana, não só com o Rock in Rio Lisboa – do qual é hotel oficial, mas também com o Festival Gastronómico do Brasil, organizado pela cadeia hoteleira brasileira Windsor Hoteis.

O evento, que conta também com o apoio da TAP, arrancou esta quarta-feira, dia 22, com um jantar para um grupo de convidados do setor do turismo em que foi servida a tradicional feijoada brasileira. Na ocasião, o diretor comercial da cadeia Dom Pedro Hotels, Pedro Ribeiro, teve a oportunidade de explicar que esta parceria remonta a 2019, altura em que, pela primeira vez, as duas cadeias hoteleiras se juntaram para organizar uma semana gastronómica portuguesa em Brasília. Ficou prometido que o evento viria a Portugal no ano seguinte, mas a pandemia adiou os planos. Somente agora, em 2022, foi possível retomar este intercâmbio, que continuará já em setembro, com a semana gastronómica de Lisboa, que terá início a 6 de setembro, num hotel da Windsor no Rio de Janeiro, adiantou Pedro Ribeiro. Nesta ação, as cadeias voltam a ter o apoio da TAP e contam também com o apoio do Turismo de Lisboa.

Pedro Ribeiro

Rede Windsor Hotéis: referência no corporate

Com 17 unidades hoteleiras e 4533 quartos, a rede Windsor foi fundada pelo espanhol José Oreiro há 35 anos no Rio de Janeiro. É na cidade “maravilhosa” que a cadeia concentra a maioria dos seus hotéis, 15 , dispondo ainda de duas unidade em Brasília. Em 2021, a rede inaugurou o Windsor Tower, no Rio de Janeiro, concluindo o projeto do Centro de Convenções & Hotéis Windsor, na Barra da Tijuca, que também é formado pelos hotéis Windsor Barra e Windsor Oceânico. Com o novo empreendimento, a empresa passa a ter, no mesmo local, hotéis de 3, 4, 5 estrelas, totalizando 1169 apartamentos.

Segundo conta Bianca Rodrigues, diretora comercial da rede, durante a pandemia a cadeia vendeu “quase 2 mil quartos diariamente para o segmento corporate”, no qual é uma “referência pela qualidade do serviço”. Para ilustrar a capacidade da rede para a concretizar eventos, Bianca refere alguns números: “Temos 300 salas e o centro de convenções na Barra da Tijuca, com capacidade até 7 mil pessoas. Em 2019, 90% dos congressos no Rio de Janeiro aconteciam com a nossa rede. Temos hotéis de 3, 4 e 5 estrelas, sempre nas melhores localizações”.

Bianca Rodrigues, diretora comercial da Windsor Hoteis

O mercado português está entre os 10 maiores emissores para os hotéis da rede que, por sua vez, trabalha com vários operadores portugueses, refere a responsável.

TAP com load fator acima dos 85% nas rotas do Brasil

Com dez frequências semanais à partida de Lisboa e duas à partida do Porto para o Rio de Janeiro, onde a rede Windsor tem a maior parte dos seus hotéis, a TAP vê o apoio a estes eventos como uma oportunidade para promover Rio de Janeiro como um destino de lazer no mercado português.

“A TAP está bastante contente por participar nesta parceria. O Rio de Janeiro é um destino que se calhar não é tão óbvio, em termos de lazer, para o mercado português. Mas o objetivo é mudar esse paradigma, e nada melhor do que estes eventos e esta parceria com os hotéis Windsor, que têm uma grande presença no Rio de Janeiro, para promover este destino”, refere António Gabriel, Key Account Manager da TAP.

Sobre como está a correr a operação para o Brasil este verão, António Gabriel afirma que está a correr bem e com “uma grande taxa de ocupação para este verão2. “Estamos com um load fator acima de 85% nos dois sentidos. O mercado brasileiro tem sido importante para esta retoma, tem estado a encher os voos e já está acima daquilo que eram os valores de 2019 e 2019 foi o melhor ano para a aviação. Da Europa para o Brasil, estamos a sentir também uma grande procura não só dos portugueses, mas também do resto da Europa que alimenta os nossos voos intercontinentais”. Já quanto a Brasília, António Gabriel lembrou que “somos a única companhia europeia a voar para este destino, sempre foi uma rota importante para a TAP e sempre fizemos questão de manter as duas frequências semanais ligando a cidade ao resto da Europa”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img