Segunda-feira, Março 4, 2024
Segunda-feira, Março 4, 2024

SIGA-NOS:

La Redoute regista “crescimento elevado” do mercado hoteleiro

O segmento B2B da La Redoute tem vindo a apresentar um crescimento elevado nos últimos anos com o mercado hoteleiro a pesar 40%, revela a marca francesa.

“O mercado profissional tem vindo a crescer nos últimos anos na La Redoute. Neste momento, em Portugal, o ramo hoteleiro corresponde a 40% da procura, mas este é um fenómeno que extravasa as fronteiras nacionais, resultado direto da atratividade da coleção dedicada à CASA”, informa a empresa. A casa mãe – França, e outras filiais internacionais, registam igualmente um crescimento notório neste segmento “apesar de menos expressivo do que em Portugal”. Também os gabinetes de arquitetura e de decoração, que desenvolvem projetos com artigos La Redoute para o setor hoteleiro, contribuem para este notável resultado no nosso país.

Paulo Pinto, CEO da La Redoute em Portugal, enaltece: “A crescente procura dos artigos La Redoute Intérieurs e AM.PM (as nossas marcas dedicadas ao mercado da casa) pelo mercado profissional é reflexo do nosso compromisso em estabelecer relações de confiança com os nossos clientes, através de uma oferta de produto esteticamente atrativa, original e com elevados padrões de qualidade tanto pelas matérias selecionadas como pelos procedimentos de produção utilizados, com o tema da
sustentabilidade a ocupar um lugar central em todo o processo”.

Quantos aos produtos mais procurados, a La Redoute revela que este segmento de cliente procura cadeirões, mesas-de-cabeceira, secretárias, cómodas, tapetes, mesas de apoio, iluminação, camas, mesas de refeição e cadeiras. “Este é um cliente que procura design e qualidade sim, mas que não descura o fator sustentabilidade”.

Um dos grandes objetivos da marca é o seu posicionamento no campo da sustentabilidade. Atualmente, 94% dos artigos têxteis para a CASA possuem o certificado OEKO-TEX® Standard 100, uma etiqueta independente e internacional que controla o uso de substâncias nocivas nos produtos têxteis, e, até ao final do ano, todo o algodão usado na La Redoute será 100% biológico e certificado. A par destas metas, também os móveis serão fabricados com madeiras 100% provenientes de florestas com gestão sustentável, até 2025.

Hoje são mais de 30% os móveis com certificação FSC© na La Redoute (certificação que assegura que os produtos provêm de florestas bem geridas que oferecem benefícios ambientais, sociais e económicos), valor que chegará aos 40% até ao final deste ano.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img