Segunda-feira, Agosto 8, 2022
Segunda-feira, Agosto 8, 2022

SIGA-NOS:

Novo operador Newblue aposta na remuneração às agências de viagens

Depois de Espanha, foi a vez de Portugal ficar a conhecer as novidades da W2M (World2Meet), a divisão de viagens da Iberostar, nomeadamente os seus dois novos operadores, a Newblue e a Icárion, e ainda a companhia aérea World2Fly.

Duarte Correia, que já liderava o receptivo e o banco de camas da W2M em Portugal desde 2016, ficará responsável por liderar e presidir o desenvolvimento destes novos negócios da W2M no nosso país.

Esta manhã, numa conferência com a imprensa portuguesa, em que participaram Gabriel Subías, CEO da W2M, e Duarte Correia, foram apresentadas as novidades para o mercado português.

O operador Newblue vai iniciar operação em Portugal com voos para as ilhas espanholas e para as Caraíbas (Cancun, Varadero e Punta Cana) a partir de julho. A operação vai ser realizada com um A330 da companhia do grupo, a World2Fly,  com 388 lugares, que passará a estar baseado no aeroporto de Lisboa. Esta operação para as Caraíbas vai realizar-se entre julho e setembro de 2021, com três voos semanais, para os três destinos. As primeiras datas de partida já são conhecidas: 11 de julho para Cancun, 17 de julho para Varadero e 19 de julho para Punta Cana.

Ao A330 junta-se no próximo mês um A350, que ficará baseado em Espanha e, no próximo ano, a companhia recebe mais um A350. Este terceiro avião vai ficar em Lisboa a partir de maio do próximo ano. Os aviões têm uma classe única, mas os clientes podem optar por três produtos quando reservarem: Essence, Quality e Absolut. Estas três tipologias diferem entre si pelo tipo de serviços que oferecem, como por exemplo, entrada e saída do avião, entrega de bagagens, transfers.

Quanto ao operador especialista em grandes viagens Icárion, só será apresentado no final deste ano ao mercado português, garantiu Duarte Correia.

Aposta na remuneração às agências

“A Newblue é nova em tudo: é uma nova forma de viajar para o caribe e para as ilhas espanholas”. Foi desta forma que Duarte Correia se referiu ao operador, cuja proposta de valor “quer quebrar as barreiras e sair do convencional”. “Somos diferenciadores no que oferecemos, começando pelo produto em si: vamos ter produtos exclusivos, quem quiser ficar alojado em hotéis de nível superior, nomeadamente na Iberostar Hotels & Resorts, na Riu Hotels & Resorts e na Catalónia Hotels & Resorts, poderá viajar connosco. Garantimos que nestas três cadeias são produtos exclusivos da Newblue”.

Duarte Correia destacou ainda como ator diferencial do operador Newblue a aposta que irão fazer no setor da distribuição, através do sistema de retribuição às agências de viagens.  Na apresentação ao mercado espanhol destes novos operadores, a W2M já tinha revelado como iria comissionar as agências através destes dois novos operadores, e agora o mesmo é válido para o mercado português: os agentes vão receber comissões sobre as experiências compradas no destino da República Dominicana e México, sejam elas reservadas pelo agente de viagens ou pelo cliente no destino. Também vão receber uma comissão extra se o cliente reservar nas cadeias estratégias, ou seja, na Iberostar, Catalónia ou Riu. Os operadores garantem ainda uma comissão direta e extra em 2021 como incentivo e ajuda pela crise no Covid-19. Por fim, haverá ainda direito a retribuição do bilhete de avião. “Vamos ajudar a distribuição portuguesa e espanhola, pagando uma comissão aos agentes pela emissão de bilhetes”.

Gabriel SubÍas garantiu que A presença em Portugal não inclui o desenvolvimento de uma rede de agências de viagens. “Estamos muito agradecidos pelo feedback que as agências portuguesas nos estão a dar”.

Expetativas para o mercado português

Concorrência da TAP para Cancún A W2M Fly vai focar-se 100% nos pacotes de férias, com retribuição aos agentes de viagens e uma série de facilidades ao cliente. Esta é a proposta de valor da companhia e é o que a diferenciará dos voos regulares da TAP para Cancun, cuja abertura ocorreu no passado sábado, dia 27 de março.   “A concorrência existe sempre. Mas no nosso avião vamos retribuir os agentes de viagens, vamos dar uma série de facilidades, o produto é transversal”, garantiu Gabriel Subías, dizendo ainda que estão abertos  “a qualquer parceria”, com outros operadores para a ocupação dos voos. “Agora estamos sós, mas qualquer operador que tenha interesse em voar estamos abertos, não necessitamos que seja em exclusivo para nós. Estamos a voar sozinhos, não teremos problemas com isso”. 

Subías não descarta também a a possibilidade de, “se as expectativas forem boas e o mercado responder, prolongar a operação até outubro e novembro” ou até abrir uma nova frequência. 

Questionado sobre se pretendem fazer voos regulares, o CEO da W2M  afirmou essa intenção, estando apenas dependentes de autorizações. “Mas não será em julho, talvez em setembro ou outubro”. Quanto às expectativas da operação no mercado português, Gabriel Subías disse ser difícil prever “porque a cada mês mudam as coisas, estamos mais dependentes da regulação sanitária do que a procura.

Quando pudermos sair de casa e estivermos vacinados, a vontade de viajar é grande”. De referir ainda que o voo baseado em Lisboa será operado com uma tripulação portuguesa. Face a abertura destes novos negócios, a W2M garante que está a alargar a equipa comercial, de produto e operação em Portugal. Recorde-se que a World2Meet chegou a Portugal em 2016 e em 2019 atingiu uma faturação de 55 milhões de euros, com a operação do DMC e do banco de camas.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img