Quarta-feira, Novembro 30, 2022
Quarta-feira, Novembro 30, 2022

SIGA-NOS:

Novo projeto em rede vai valorizar recursos turísticos da Estrada Nacional 16

Quatro entidades da região Centro de Portugal apresentaram na passada terça-feira, dia 6, em conjunto, o projeto de estruturação do produto EN16, uma estrada nacional que apresenta grande potencial turístico. O recinto da Feira de São Mateus, em Viseu, foi o local escolhido para a apresentação, que incluiu a assinatura do protocolo de colaboração entre as várias entidades envolvidas: a Turismo Centro de Portugal, que lidera o projeto, e as Comunidades Intermunicipais (CIM) Viseu Dão Lafões, Beiras e Serra da Estrela e Região de Aveiro.

A Estrada Nacional 16 (EN16) é uma via que atravessa vários territórios, mais concretamente a região de Aveiro, a região Viseu Dão Lafões e a região da Beira Interior e Serra da Estrela, ligando Aveiro a Vilar Formoso. O projeto agora apresentado pretende congregar estes territórios e valorizar os seus recursos turísticos.

O protocolo de colaboração prevê a execução de múltiplas ações. Desde logo, vai ser criada uma rede colaborativa, que envolve entidades públicas e agentes privados. Será também feito o levantamento de elementos identitários da EN16 e serão identificados os recursos turísticos ao longo do percurso.

A produção de suportes promocionais é outra das iniciativas previstas, assim como a produção de um guia de viagem e a criação de uma agenda de animação turística concertada. O restauro dos elementos de identidade da EN16 (como marcos, placas de localidade, sinalética direcional, fontes, parkings / zonas de descanso e letreiros de azulejo ACP, entre outros) é outro dos objetivos deste projeto, que contará com uma campanha promocional alargada.

As entidades envolvidas identificaram como parceiros estratégicos deste projeto os municípios, o Turismo de Portugal, a ARHRESP, a CCDR-Centro e a IP – Infraestruturas de Portugal.

A valorização turística da EN16 por parte das três Comunidades Intermunicipais, juntamente com a Turismo Centro de Portugal, tem também como objetivo fundamental a requalificação urbana e ambiental de todo o traçado, com especial enfoque para o aumento das condições de segurança, o que se traduz no real contributo não só para os visitantes, mas também e principalmente para os cidadãos que todos os dias utilizam esta via de comunicação.

“A EN16 atravessa territórios fundamentais no Centro de Portugal, como são os de Aveiro, Viseu Dão Lafões e Serra da Estrela. Pelas suas características, esta estrada é propícia para o desenvolvimento de uma estratégia de promoção turística em rede, que assenta na riqueza paisagística, cultural, patrimonial e gastronómica de vários locais que se complementam. Houve uma vontade conjunta das várias entidades envolvidas e dessa vontade nasceu este projeto, que tem a capacidade de trazer desenvolvimento às populações”, sublinha Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal.

Também presente na apresentação, Isabel Damasceno, presidente da CCDR-Centro, considerou que “esta foi uma ideia feliz”. “Sou apoiante incondicional do papel que as CIM têm como agregadoras do território, do que este projeto é um bom exemplo. Revitalizar a EN16 é uma forma de devolver aquilo que as autoestradas nos tiraram: o usufruto dos territórios, a riqueza das terras. Projetos como este são convidativos para que isso aconteça”, concluiu.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img