Sábado, Novembro 27, 2021
Sábado, Novembro 27, 2021

SIGA-NOS:

Passageiros querem usar identificação biométrica para acelerar processos no aeroporto, revela IATA

Os passageiros não querem perder tempo em filas e querem usar a identificação biométrica para agilizar os processos nos aeroportos, estas foram as conclusões tiradas a partir da pesquisa de 2021Global Passenger Survey da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

O estudo feito pela IATA revela ainda que 73% dos passageiros estão dispostos a partilhar dados biométricos para melhorar os processos nos aeroportos, mais 27% do que em 2019. Contudo, 56% dos passageiros mostram-se preocupados com as possíveis violações de dados.

Quanto às filas, os passageiros identificam vários problemas na porta de embarque (55%), na verificação de segurança (41%) e no controlo das fronteiras/imigração (38%). O estudo revelou que, nos picos de maior afluência nos aeroportos, os passageiros gastam em média 3 horas no aeroporto, mais uma hora e meia do que gastavam antes da pandemia, devido à verificação de todos os protocolos de segurança.

Por isso, a IATA desenvolveu dois programas para ajudar no processo.

O primeiro programa é o IATA Travel Pass que é uma aplicação que permite aos passageiros verificar os requisitos da viagem, receber os resultados dos testes da COVID-19, digitalizar os certificados de vacinação, verificar se preenchem os requisitos necessários para entrar no destino, partilhar os documentos necessários com as autoridades de saúde e companhias aéreas e permite utilizar cartões de embarque eletrónicos. O segundo é o One ID que pretende fazer com que os passageiros possam seguir da porta de entrada do aeroporto até à porta de embarque utilizando apenas uma prova de viagem biométrica, pode ser através do Face ID, da impressão digital ou da leitura da íris.

-PUB-

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img