Quinta-feira, Julho 18, 2024
Quinta-feira, Julho 18, 2024

SIGA-NOS:

Preços para as Caraíbas descem este inverno, exceto na época natalícia, indica estudo

-PUB-spot_img

A oferta de voos para as Caraíbas vai registar um aumento de 31% neste inverno, revelando um abrandamento nos preços dos bilhetes e uma estabilização nas tarifas hoteleiras. No entanto, durante festividades como o Natal, observam-se aumentos que podem atingir os 50%, de acordo com dados divulgados pela Mabrian.

Entre novembro de 2023 e março de 2024, os preços dos voos para as Caraíbas serão, em média, de cerca de 363 euros, representando uma redução de 10% em comparação com 2022, conforme indicam os dados da Mabrian. A Costa Rica surge como o destino mais dispendioso, com bilhetes a rondar os 405 euros, ultrapassando a média em 12%. Cancún apresenta uma média de 298 euros, República Dominicana 390 euros e Jamaica 357 euros.

Durante a época natalícia, verifica-se um aumento acentuado em alguns destinos, podendo superar os 50%.

Nos voos para Cancún, verifica-se uma descida geral das tarifas aéreas, com exceção da Alemanha. “Os preços médios da Europa raramente ficam abaixo dos $1.000 (914€), sendo os valores mais elevados provenientes do Reino Unido”, indica a Mabrian. Durante o Natal, os preços médios dos voos do Canadá e dos EUA podem aumentar até 44%, enquanto na Europa o aumento é de 25%.

Além dos aumentos natalícios, os preços dos voos a partir dos EUA registaram uma descida de 20% (276 euros), do Canadá 28% (317 euros), do Reino Unido 8% (1.283 euros), de França 26% (903 euros), enquanto na Alemanha subiram 5% (1.026 euros). Estes dados baseiam-se nos preços publicados pelas OTAs.

A República Dominicana está a ganhar competitividade de preços para os principais mercados norte-americanos, “embora não atinja as tarifas médias agressivas de Cancún”, de acordo com o relatório publicado pela Mabrian. O destino, explicam, “está a revelar-se mais competitivo para os mercados europeus, especialmente do Reino Unido e da Alemanha”.

Em datas-chave, o preço dos voos do Canadá e dos Estados Unidos, bem como da Europa, pode aumentar mais de 50%.

A Jamaica, embora tenha registado um aumento de 13% nos preços para o mercado alemão, destaca-se como o destino mais competitivo para o mercado britânico, apresentando tarifas médias entre 30% e 50% mais acessíveis do que a República Dominicana e Cancún.

A Costa Rica, apesar de ser o destino com os preços médios mais elevados, revela uma “tendência decrescente em comparação com o ano anterior”. Os preços médios a partir da Europa ultrapassam os 1.000 dólares (914€), com os viajantes britânicos a pagar quase o dobro por voos diretos para este destino.

Preços dos hotéis estabilizam

Quanto aos preços dos hotéis nas Caraíbas, o estudo da Mabrian destaca que o crescimento “está a estabilizar e a abrandar”, após a tendência ascendente de 2022. Os hotéis de três e quatro estrelas estão a moderar o aumento dos preços, enquanto os hotéis de cinco estrelas estão a reduzir os seus valores.

A diferença média de preços entre hotéis de 4 e 5 estrelas aumenta 3% a partir de 2024, assim como entre hotéis de 3 e 4 estrelas aumenta 6%. Nos hotéis de 3 estrelas, os preços mantêm-se estáveis, com um aumento a partir de janeiro. Destaca-se o aumento significativo na República Dominicana, atingindo 11% face aos preços praticados em novembro e dezembro de 2023. A Jamaica é o destino mais caro nesta categoria, com preços 39% superiores à média dos destinos analisados, embora apresente um ajustamento em baixa face ao ano anterior. Cancún, por outro lado, apresenta o preço mais acessível, com uma tarifa média 21% inferior.

Os hotéis de quatro estrelas registam um aumento de preços em toda a região, sendo a Costa Rica o destaque com um preço médio 25% superior à média. Quanto aos hotéis de cinco estrelas, apresentam “a menor disparidade de preços médios” entre os destinos analisados, mas a Jamaica destaca-se com preços comparativamente mais elevados, ultrapassando os 600 dólares (548€) em média (+21%).

De uma forma geral, observa-se um aumento generalizado dos preços médios a partir de janeiro (+9%), com exceção da Costa Rica, onde os preços sofrem uma redução média de 6% a partir de janeiro.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img