Quinta-feira, Maio 23, 2024
Quinta-feira, Maio 23, 2024

SIGA-NOS:

Taxas de entrada, limite de acesso e pré-reservas : Praias de Sardenha lutam contra o excesso de turismo

A ilha italiana da Sardenha está a proteger as suas praias contra o turismo excessivo com novas restrições. Para salvaguardar a linha costeira, a ilha limitou o número de visitantes, introduziu taxas e proibiu o uso de toalhas em algumas das suas praias mais populares, avança o EuroNews Travel.

A costa da ilha de Sardenha é conhecida pela sua extensão de areia imaculada, mas, segundo o EuroNews Travel, a costa tem vindo a sofrer devido ao comportamento desrespeitoso dos visitantes e à superlotação.

A Spiaggia Rosa, ou praia rosa, localizada na ilha periférica de Budelli, atrai milhares de turistas por dia no verão para admirar a cor da sua areia, mas os visitantes atualmente só podem ver as areias pitorescas à distância, num barco. Devido à fama da praia, esta tem estado fechada aos visitantes desde meados da década de 1990, após a sua cobiçada areia ter começado a desaparecer.

Na mesma ilha, em Budelli, a Spiaggia del Cavaliere junta-se à Spiaggia Rosa este ano, estando fora dos limites para os banhistas.

No arquipélago de La Maddalena, duas praias passam a ter, também, um acesso restrito. Apenas 60 pessoas por dia podem visitar Cala Coticcio e Cala Brigantina, durante a época de verão. Segundo o EuroNews Travel, os viajantes precisam de reservar antecipadamente o seu lugar online e pagar 3 euros por pessoa para acederem às praias com um guia. Atualmente, as visitas devem ser reservadas contactando diretamente um guia local. As autoridades dizem que em breve será lançada uma aplicação móvel onde os visitantes poderão reservar os seus bilhetes.

Várias outras praias ao redor da ilha também limitaram o acesso a um número específico de visitantes. A Cala Sisine permite 1.600 visitantes diários e a praia de Santa Maria Navarrese está aberta a 1.300. Na Cala Mariolu, são permitidas 550 pessoas por dia, com uma taxa de 1 euro por pessoa.

Em Villasimius, no sudeste, os banhistas que se dirigem a Punta Molentis, Riu Trottu e Portuga Sa Ruxi são obrigados a pagar para aceder ao parque de estacionamento. Cada veículo custa 10 euros, com o preço adicional de 1 euro por cada passageiro. Os ciclistas e peões pagam 3 euros.

Na costa ocidental, a famosa praia de Pelosa também limitou o número de visitantes que recebe por dia. É permitido o acesso diário à praia a um máximo de 1.500 pessoas, até 30 de setembro. Segundo o jornal, no ano passado o número de visitantes chegou a 4.000 em alguns dias. Agora, os que desejem visitar esta praia têm de reservar um bilhete diário que custa 3,50 euros. Os regulamentos também estipulam que as toalhas de praia não devem ser utilizadas. Em vez de toalhas, os visitantes devem levar tapetes, porque apanham menos areia.

Em Ogliastra, em Cala Birìala, também são apenas permitidas 300 pessoas por dia e os banhistas só podem permanecer na praia durante duas horas. Da mesma forma, os visitantes da Cala dei Gabbiani têm um limite máximo de 350 pessoas e também devem sair após duas horas.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img