Segunda-feira, Julho 26, 2021
Segunda-feira, Julho 26, 2021

SIGA-NOS:

Turismo de Portugal quer 75% de empreendimentos turísticos com sistemas de eficiência energética até 2023

Depois de uma consulta pública que vigorou até janeiro de 2021, e após mais de 100 contributos, o Turismo de Portugal apresentou esta segunda-feira, dia 14, o Plano Turismo + Sustentável 20-23  que pretende “afirmar Portugal como um dos destinos mais competitivos, seguros e sustentáveis do mundo através do desenvolvimento económico, social e ambiental em todo o território”.

Já disponível no site do portal do Turismo de Portugal para que possa ser consultado “por todos”, o plano tem cinco principais metas para 2023: 75% de empreendimentos turísticos com sistemas de eficiência energética, hídrica e gestão de resíduos; 75% dos empreendimentos turísticos que não utilizam Plásticos de Uso Único; 25.000 aderentes ao Selo Clean & Safe e 30.000 profissionais formados; e 50.000 profissionais com formação nas áreas da sustentabilidade.

Na cerimónia de apresentação do plano, que decorreu no Algarve, o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, destacou o objetivo macro do plano: “Criar o turismo do futuro que passa por uma construção de um setor muito mais responsável”, em linha com o plano “Reativar o Turismo | Construir o futuro”, em vigência até 2027.

Para isso foram definidos princípios orientadores tais como, reforçar as metas que estão na estratégia de Turismo 2027, “promover a transição energética e a agenda para a economia circular, envolvimento dos stakeholders, estimular uma mudança de atitude, não só na parte da oferta, mas também na componente da procura e, finalmente reforçar o papel do turismo nos objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas”, referiu o responsável.

Desde 26 de outubro de 2020, quando foi lançada a primeira versão do plano, foram recolhidos mais de 100 contributos e as 74 medidas que “estavam no plano original converteram-se em 119 ações”, sublinhou Luís Araújo. “Muitas destas ações já estavam em curso e entendemos que deveriam continuar, portanto, hoje, estamos com 10% das ações que estão previstas no plano concluídas, 48% dessas ações em curso e 42% de ações futuras que incluem aquelas que foram sugeridas, mas muitas que ainda não iniciaram e que contamos finalizar até 2023”, referiu o responsável.

O Plano + Sustentável está organizado em torno de quatro eixos: o primeiro diz respeito à estruturação da oferta; o segundo eixo à qualificação dos recursos e do conhecimento, o terceiro que tem a ver com a promoção; e o quarto prende-se com a monitorização das ações propostas.

“Este plano é de todos para todos, com a coordenação do Turismo Portugal, mas com a dinamização do setor público e privado, relativamente àquilo que é o envolvimento nestes quatro eixos essenciais e com um grupo de acompanhamento para a sustentabilidade que vai integrar interlocutores de toda a cadeia de valor para podermos avaliar ao longo destes três anos como é que está a ser implementado”, garantiu o presidente do Turismo de Portugal.

+1
-PUB-

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img