Sábado, Abril 20, 2024
Sábado, Abril 20, 2024

SIGA-NOS:

Visitámos o Mama Shelter Lisboa: “Somos um restaurante com quartos por cima”

Em fase de conclusão de obra, o Mama Shelter Lisboa prepara-se para abrir no próximo mês de dezembro. A coleção de hotéis de design, originais e peculiares idealizada pela família Trigano (fundadores do Club Med) em 2008 – quando abriu o primeiro hotel em Paris – , possui atualmente 14 Mama Shelters, 2161 quartos, 15 restaurantes em 14 cidades e 9 países.

Em Lisboa, o local escolhido para abrir a primeira unidade em Portugal foi a Rua Alexandre Herculano, com a reabilitação de um edifício de 6 pisos, acrescentando mais três andares à obra. Resultado? Um hotel de 130 quartos e uma forte aposta na restauração.

Para quem não está familiarizado com a Mama Shelter, o design está no centro da marca. Está presente em todo o universo Mama, desde a decoração à comunicação com os clientes. Uma linguagem descontraída, divertida e atrevida, corporizada em frases como “Mama Loves You”, que está em toda a comunicação da marca, inclusive na linha de merchandising.

© Its All About

Henrique Tiago de Castro é o diretor geral da unidade. Saiu de Portugal aos 18 anos, viveu 10 anos fora, em sete países, tendo regressado a Portugal, em 2019, para trabalhar no Mercure Lisboa Hotel, como diretor de operações. Anteriormente já tinha contactado com a Mama Shelter, através do grupo Accor que tinha uma participação na Mama Shelter (em 2021 adquiriu a totalidade da marca). Henrique queria ser diretor geral de um hotel lifestyle e a Mama Shelter encaixou que nem uma luva na sua intenção. A poucos meses da abertura, conduz-nos por uma visita ao hotel. Começamos pelo lobby, onde estará uma das peças centrais do Mama Shelter, o restaurante. Para quem não sabe, a restauração é uma aposta “muito forte” em todos os Mama Shelter. Na unidade de Lisboa, existirão cerca de 400 lugares de restauração distribuídos entre o restaurante do lobby e o terraço no último piso. “Dizemos que somos um restaurante com quartos por cima. Não nos vemos como um hotel, mas como um ecossistema”, refere o diretor geral, esclarecendo que a unidade está aberta à população local, que normalmente representa a maior parte da receita dos hotéis Mama Shelter.

© Its All About

Todos os Mama Shelters têm uma pizzaria e o Mama Shelter Lisboa não será exceção. No entanto, há uma novidade, será a primeira pizzaria em take away da coleção de hotéis. O que não pode faltar num restaurante Mama Shelter é a ilha de bar, com lugares sentados à volta, permitindo que seja possível jantar neste espaço. Há também uma zona de grupos, no centro do restaurante. “Gostamos sempre de incluir os grupos no meio da ação e não numa sala de reuniões, queremos que toda as pessoas experienciem o restaurante Mama Shelter como ele é, com barulho, ambiente de festa e celebração da vida”, refere. Quanto ao menu, apesar de ainda não estar definido, vai contar com os pratos clássicos de inspiração da cozinha francesa, que já fazem parte da oferta dos outros restaurantes Mama Shelter. “Será uma brasserie portuguesa, com pratos nacionais para vendermos o que de melhor temos em Portugal”, adianta Henrique Tiago de Castro. Os preços da restauração serão atrativos uma vez que, segundo o diretor, “não queremos que as pessoas venham ao Mama Shelter uma vez por ano, mas sim uma vez por semana, de quinze em quinze dias”.

Quarto Mamma Shelter

Do restaurante passamos à visita aos quartos. São descritos como confortáveis e práticos e seguem a mesma tendência de design de todo o hotel, com vários apontamentos irreverentes e divertidos. A Mama Shelter está habituada a criar o seu próprio design de interiores através do Mama Studio. Para os quartos de Lisboa, os criadores do Mama Studio escolheram um apontamento distintivo, a colocação de uma peça de Bordalo Pinheiro. Destaque para a qualidade das camas – ao nível dos hotéis de cinco estrelas, que é uma forte aposta da marca. Nas casas de banho do Mama Shelter Lisboa há também uma novidade, a marca vai disponibilizar pela primeira vez amenities sólidos.

A quem se destina a Mama Shelter? “É uma marca jovem mas acolhemos quem quer que seja”, afirma Henrique Tiago de Castro. Sendo “uma marca inclusiva”, a Mama Shelter tem um lema: come as you are. “Pode ser um homem de fato e gravata, que está farto da hotelaria tradicional, ou pode ser um miúdo de 18 anos que está a fazer uma viagem pela primeira vez pela Europa e quer ficar num hotel cool, com música ao vivo, djs”.

A Mama Shelter convida todos a entrar seja para uma refeição no restaurante, um fim de tarde e noite animada no terraço, ou até mesmo para tomar um café ou trabalhar durante o dia na cafetaria. Como é apanágio da marca em todos os seus hotéis, haverá sempre alguma coisa a acontecer.

avatar

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img